segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

JB Online publica matéria sobre a gravação do DVD

Sucesso de vendas, padre Fábio de Melo grava o primeiro DVD
Coluna Anna Ramalho, JB Online

RIO DE JANEIRO


Padre Fábio de Melo, uma das revelações de2008, vai usar e abusar da tecnologia durante a gravação, nos dias 6 e 7 de janeiro, de seu primeiro DVD. As vinte canções do repertório serão dividas em 5 quadros: Pentecostes, Advento, Epifania, Quaresma, Páscoa e, para encerrar o ciclo litúrgico, novamente Pentecostes. A iluminação será um dos pontos fortes da cenografia, que vai usar luz vermelha no primeiro quadro, marcando a descida do Espírito Santo à Terra. No quarto quadro, que representa a Quaresma, uma contra-luz vai deixar apenas o padre iluminado, representando a luz que há em cada um de nós. Todo o cenário será em preto e branco metalizados. Quer saber? Padre Fábio é pop!!! Benza Deus!!!!


17:10 - 29/12/2008



Fonte: JB Online

domingo, 28 de dezembro de 2008

Slide - Quarta Viva Especial de Natal 2008


Coluna "Que TAL viver?" Silêncios e Palavras


Na palavra, a comunicação se realiza. No silêncio, ela se completa. Pois a compreensão se concretiza a partir do silêncio. Há poder em ambos, e a sabedoria é usar bem esses dois tempos da comunicação.

Dentro de uma composição as pausas são tão importantes quanto os sons. Uma boa orquestra é aquela que executa bem as dinâmicas das pausas e das continuidades. Mesmo no silêncio da pausa a canção continua.

Não diga as coisas com pressa. Mais vale um silêncio certo, que uma palavra errada. O poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade recomendava aos poetas:

“Convive com os teus poemas antes de escrevê-los.

Tem paciência, se obscuros. Calma, se te provocam.

Espera que cada um se realize e consuma
com seu poder de palavra e seu poder de silêncio.”

A recomendação do poeta é sábia e pertinente. Um poema só é bem, só é bom, se maturado na sementeira do silêncio. Antes de se tornar palavra, a poesia é experiência de vida silenciosa. Os artistas sabem disso, e nós precisamos aprender.

Demora naquilo que você precisa dizer. Livre-se da pressa de querer dar ordens ao mundo. É mais fácil a gente se arrepender de uma palavra dita, que de um silêncio. Palavra errada na hora errada pode se transformar em ferida naquele que ouviu, também naquele que disse.

Há muitos momentos da vida em que o silêncio é a resposta mais sábia que nós podemos dar a alguém. Na pressa de falar, corremos o risco de dizer o que não queremos, e diante de tudo que foi dito, nem sempre temos a possibilidade de consertar o erro.

Palavras erradas costumam machucar para o resto da vida, já o silêncio certo, esses possuem o dom de consertar. Por isso, prepara bem a palavra que será dita. Palavras apressadas não combinam com sabedoria.

Os sábios sempre preferem o silêncio. E nos seus poucos dizeres está condensada uma fonte inesgotável de sabedoria. Não caia na tentação do discurso banal, da explicação simplória. Queira a profundidade da fala que nos pede calma. Calma para dizer. Calma para ouvir.
Uma regra interessante, para que tenhamos uma boa compreensão de um texto, é justamente a calma. Só assim podemos adentrar nos significados que o autor quis sugerir e, conseqüentemente, mergulhar no mistério do seu texto.

Leituras apressadas podem fomentar equívocos, e equívoco é uma espécie de desentendimento entre o que se escreve e aquele que lê. É uma forma de obstáculo para a compreensão da linguagem.

Na comunicação verbal cotidiana, isso sempre acontece. Dizemos, e não somos compreendidos. Diante do impasse, duas realidades são possíveis: ou alguém disse com pressa, ou alguém escutou sem atenção. Dizer e ouvir requerem silêncio.

Só diz bem, aquele que pensou antes no que iria dizer, e ouve melhor aquele que se calou para escutar. A regra é simples, mas exigente.
Por isso, hoje, nesse tempo de palavras muitas, queiramos a beleza dos silêncios poucos.


Padre Fábio de Melo
Coluna "Que Tal Viver?"
TAL Revista nº 4, nov/dez 2008



quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Vídeo - Padre Fábio no Mais Você Especial de Natal




Slide - Papo X 20/12/2008


Fonte: Site Fábio de Melo, Orkut

Padre Fábio no Papo Vanguarda 21/12/2008

(parte I)

(parte II)

(parte III)

(parte IV)

(parte V)

(parte VI)

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Padre Fábio no programa MAIS VOCÊ




Neste dia de Natal, quem recebe o presente é você. Ana Maria Braga recebe o Padre Fábio de Melo na manhã desta quinta-feira, a partir das 8h15, no programa Mais Você.

É uma bela oportunidade de começar este dia, já repleto de alegria pela comemoração da chegada do filho de Deus feito homem, com a participação sempre tão enriquecedora de um Jesus contemporâneo a nós, tão humano, tão verdadeiro, tão entregue a tudo o que Deus lhe coloca.

Prepare o coração e... Não perca!!!




Só Para Saber...

O Mais Você ganhou o prêmio de melhor programa de variedades em 2008, oferecido pela Associação de Imprensa da Barra da Tijuca/RJ.

O Mais Você também ganhou o prêmio Qualidade Brasil 2008 - como melhor programa e melhor programa de temática feminina.



Quarta Viva com Padre Fábio de Melo


Hoje, a partir das 22h, não deixe de conferir a participação do Padre Fábio de Melo no especial de Natal do programa Quarta Viva, na TV Canção Nova.

Gabriel Chalita entrevista o sacerdote, seu amigo de longa data, que fala sobre sua vida, carreira, sucesso e muito mais, num bate-papo descontraído e repleto de momentos de poesia e emoção.

Ainda recuperando-se de um edema nas cordas vocais, Padre Fábio esbanjou simpatia e ainda interpretou em playback algumas das canções de seu mais recente trabalho, o CD Vida

Confira alguns momentos...



(Fotos: Carla Balthazar)

Natal e Mudas de Alface


A manhã chuvosa parecia costurada nos embaraços de uma noite mal dormida. O vulto de mulher prateado pelos raios de um sol recém nascido recolhia do tempo as agruras de saber-se temporário , imperfeito, afeito aos desajustes de um amor que adormeceu , mas que não desaprendera de amanhecer.

Era um corpo de dor, de menstruadas esperanças, de saudades e partos. Corpo de mãe , corpo de cumprir oficio de curar joelhos esfolados, de dar banhos que tinham o poder de lavar corpos e almas num mesmo acontecimento. Corpo de amamentar filhos que crescem.

Aquela mulher e aquelas manhãs de dezembro. As recordações de seu tempo de menina, pobreza reconhecida, trazida na cara e denunciada pela moldura de olhos que não sabiam mentir.

O plantio programado, compromisso que nem mesmo a dor acontecida nas recentes horas poderia adiar, tinha ares de ritual religioso. A sementeira ao lado, moldada numa caixa de papelão resistente, sobre o canteiro que nasceu de suas mãos pequenas, esperava pela oportunidade de cumprir no tempo o destino de dar continuidade à obra da criação.

Morrer e viver são atos que se conjugam sem pressa. A mulher sabia de tudo isso. As mudas miúdas também. Dotadas de sabedoria vegetal, cresciam ao seu tempo com a mesma simplicidade que é própria de quem não procura outro destino senão o seu.

Aquela mulher sabia mais. As mudas não mudam. São sempre as mesmas desde o tempo de sua mãe. Oficio aprendido que se estende no tempo, feito consumação de uma despedida que se cumpre aos poucos, bem aos poucos.

Mudas de alface estão carregadas de sentido. Nelas, prepara-se o futuro que afugenta a fome, traz vibrações ao modo de carecer. Recordo-me com saudade. O tempo era de chuvas. Jabuticabeiras explodiam. Pequenos frutos pendurados em seu corpo de árvore-mãe, tal qual a minha mãe e seus meninos pendurados na cintura, entrelaçados nas pernas e puxando seus braços.

Dezembro tinha cores e histórias diferentes. Vitrines iluminadas, cartões de ocasião sendo preparados pela minha irmã, para que mesmo com simplicidade pudéssemos desejar votos de felicidades.

Presépio sendo retirado da caixa, árvores coloridas de bolas vermelhas, anunciando que nossa pobreza seria ainda mais exposta. Mas não havia problema. Nossa árvore, mesmo tão pobre, já era nossa alegria. As jabuticabeiras nos curavam de tudo...

Minha mãe e sua capacidade de replantar o mundo a partir de mudas de alface era o símbolo mais vivo de nosso Natal. Com seu jeito simples e hábitos rotineiros, ela condensava todas as virtudes que o acontecimento nos sugeria. “O menino Jesus é quem merece presente neste dia!”, ensinava-nos como se quisesse modificar a ordem do mundo. E assim acreditávamos.

Nossos presentes eram poucos. Quase nenhum. Só mesmo para não passar em branco, mas o mais importante nós não deixávamos de receber. O sorriso farto, a oração em família, a missa do galo e o nosso Natal já estava completo.

Aquela mulher nos fazia esquecer o que não tínhamos. Transplantava-nos, como fazia com as mudas de alface. Deixávamos o chão estreito da sementeira e caiamos com nossas raízes nos canteiros fartos da simplicidade que ela sabia construir.

E assim era o nosso Natal. Um acontecimento para nunca mais esquecer.A você, que ao longo deste ano buscou ser mais feliz a partir de minhas palavras, aproveito para desejar um Natal cheio de alegrias, simplicidade e acontecimentos que mereçam ser lembrados.



Pe Fábio de Melo
(Revista "Ir ao Povo", 12/2007)

domingo, 21 de dezembro de 2008

Papo Vanguarda com Padre Fábio de Melo

Não perca o Papo Vanguarda Especial de Natal
com padre Fábio de Melo


A TV Vanguarda preparou um presente de Natal para os moradores do Vale do Paraíba e Região Bragantina.

O Papo Vanguarda apresenta um especial de Natal cheio de religiosidade e palavras de carinho. O convidado é o Padre Fábio de Melo.

Um bate papo imperdível, que vai fazer bem para o coração e para a alma. É neste domingo (21), às 23h35, logo depois do programa "Faça sua História".


Saiba Mais...

Programação TV Vanguarda
Canais e Cobertura


Show de emoção em Muriaé

Com um misto de alegria, emoção e pregação através de pequenas histórias e muitas canções o Padre Fábio de Melo realizou sua apresentação na Faminas na noite de sábado (20).

Mais de 1.500 pessoas prestigiaram a apresentação que já era esperada desde o sábado (13), mas havia sido adiada porque o Padre estava com problemas na voz.

Mesmo não estando 100%, Fábio de Melo encantou a todos, que aplaudiram, cantaram, choraram e saíram satisfeitos do recinto.

Em dois momentos de muita emoção, o Padre chorou com o público: primeiro quando contou de um dia ter encontrado seu pai, alcoolizado e caído na rua, e ali viu que o amor verdadeiro é quando você consegue amar a pessoa quando ela está na lama, ao contrário de se envergonhar. E o segundo momento foi quando subiu ao palco uma menina, portadora de câncer e moradora de Espera Feliz para realizar o sonho de estar com Fábio de Melo.

O padre cantou músicas reliosas, Fábio Junior e Lulu Santos, entre outras canções. Após quase duas horas de show, Fábio de Melo deixou o palco, sob aplausos do público presente.

sábado, 20 de dezembro de 2008

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

www.revistaprofashional.com.br

Poeta da alma...
por Marisa Abel

Músico, escritor, contador de histórias envolventes, Fábio de Melo une as palavras em mensagens que tocam o coração, o padre é um verdadeiro poeta da alma. “Amar talvez seja isso, descobrir o que o outro fala mesmo quando ele não diz”, pe. Fábio de Melo

Você, querido leitor profashional, deve estar se perguntando neste momento o que um padre faz na capa de uma revista de moda, e nós respondemos: Fábio de Melo é um tradutor de sentimentos do mundo. Tem o poder transformador das palavras e mensagens que falam de vida, da beleza de amar e comungar com o universo a maravilha de ser você mesmo e de viver – isso é profashional. A nossa abordagem aqui não é sobre uma religião específica (respeitamos todas as crenças) e sim sobre o valor de cada mensagem.

Antenado às tecnologias e nas formas de comunicação do século XXI, pe. Fábio tem site, posta suas reflexões em seu blog, faz shows por todo o Brasil e celebra a vida com plenitude, mas, sobretudo isso, ele faz da música e das palavras o seu instrumento disseminador de idéias, não exclusivamente para os católicos, mas para todos aqueles que apreciam a frase dita de forma direta e que faz seu cérebro (e coração) parar para refletir.

Cada frase é uma união de palavras que nos faz ver na simplicidade a beleza do eterno e descobrir o que é essencial e nossa própria essência. “Eu vejo estradas construídas na minh’alma, por onde passa o mundo inteiro bem ali” (música: “Enredos do meu povo simples”). Mais sobre essa energia do padre você também pode ler na seção script.
“Eu sou um contador de histórias... gosto de me aventurar no universo das palavras, gosto de vê-las clamando por minhas mãos, desejosas de saírem da condição do silêncio. Escrever é uma forma de desvendar o mundo”, essa é uma das descrições que o trovador Fábio tem de si, nós concordamos.


Confira a entrevista exclusiva que pe. Fábio de Melo cedeu para a Profashional:

Profashional: As palavras bem colocadas acompanham os seus pensamentos e nos fazem pensar nos momentos de nossa vida e na importância de cada coisa. Tanta inspiração vem de experiências vividas ou acompanhadas?
Fábio de Melo: O cotidiano é minha fonte. A vida humana é minha matéria. Ou porque vivi, ou porque vi de perto.

P.: Você já declarou que com a música é preciso fazer com que a imagem aconteça dentro de você. Quando está cantando, você sente toda essa vibração. O que acontece no seu íntimo?
F.M.: Nem sei. É tudo tão intenso que nem dá para dizer. O que sei é que há um envolvimento pleno. Música é também imagem. Há cenas nas frases.

P.: A música é pano de fundo da sua vida. Existe alguma em especial que toca mais seu coração?
F.M.: A música popular brasileira me toca muito. Há trechos que se tornaram imortais para a nossa cultura.

P.: Você fez da música um instrumento de trabalho. Hoje, como você enxerga todo esse processo?
F.M.: Eu não me separo da música. O meu ministério sacerdotal se desdobra na arte. Antes de tudo, eu sou padre. O ofício que exerço é um desdobramento do que sou.

P.: Nas suas palavras “religião é religar duas pontas que precisam se encontrar”. Em todos os seus momentos, o que de maior destaque foi religado ao seguir o caminho da religião?
F.M.: O discurso religioso pode nos ajudar a reintegrar o que perdemos ao longo da vida. A palavra de Jesus é de devolução. Ele me devolve a mim mesmo. Sempre que encontro alguém e escuto: “Você me ajudou a ser eu mesma!”, eu penso – “Valeu ter vivido!”

P.: A decisão em optar pela batina ocorreu em que momento da sua vida?
F.M.: Desde criança. Cresci numa família muito religiosa. A figura do padre sempre disse muito ao meu contexto cultural. Eu via no padre uma pessoa feliz, realizada, fazendo o bem às pessoas. Quis ser também.

P.: Quais são as ações que você julga ser as que mais fazem as pessoas refletirem sobre suas vidas?
F.M.: Geralmente, é o momento da dor.

P.: Você é um padre moderno. Tem site, canta, faz show e ainda possui um blog no qual posta seus pensamentos. Como é sua relação com os artefatos da modernidade?
F.M.: Eu me utilizo de tudo o que posso. Os meios estão aí e as pessoas estão necessitadas. Não posso negligenciar a oportunidade de melhorar o mundo. Eu creio no poder da palavra. Palavras mal ditas possuem o poder de nos destruir. Palavras bem ditas exercem poder contrário. Eu prefiro o segundo poder.

P.: Com a agenda lotada de compromissos, sobra tempo para conhecer as cidades por onde você passa?
F.M.: Não. Sempre que viajo a trabalho, eu já saio de casa sabendo que não conhecerei muita coisa. Não crio expectativas.

P. : Defina o poder das palavras.
F.M.: A palavra é uma pá que lavra o chão da nossa alma.

P.: Quando não está usando a batina, costuma praticar quais atividades?
F.M.: Eu não uso batina. Só uso os paramentos litúrgicos para as celebrações. Eu me visto normalmente.

P.: Na sua visão, como está o contato entre as pessoas e a religião nos dias de hoje?
F.M.: O discurso religioso, quando mal aplicado, é um instrumento de guerra. Tenho medo das religiões que alienam. Elas retiram as pessoas do comprometimento histórico e as projetam para esperanças futuras. Religião não pode ser feita somente de esperanças futuras. O hoje é o lugar da ação de Deus. A realização humana consiste em descobrir o equilíbrio entre as pontes do tempo. O céu começa agora. O inferno também. As escolhas que fazemos na vida são determinantes para o estabelecimento de um ou outro.

P.: Se não fosse padre, o que gostaria de fazer? Seguiria alguma profissão?
F.M.: Eu queria ser veterinário.

P.: Qual seu pensamento sobre a moda?
F.M.: Muito mais importante que estar na moda é estar bem cuidado.

P.: Seu estilo de se vestir é...
F.M.: Não sei. Vocês que são especialistas é que precisam me ensinar... Risos.

Curtas e Rápidas...

Uma música: "Beatriz" (Edu Lobo e Chico Buarque).
Melhor momento: Sempre que posso, eu o faço acontecer.
Parábola para ser sempre usada como exemplo: A do semeador.
Vida: Prioridade.
Morte: Inevitável.
Sabor de... Chocolate com menta.
No dia-a-dia não pode faltar: Um poema de Adélia Prado.
O livro que mais gostou de escrever foi... "Mulheres de aço e de flores".
Jesus... Minha matriz. Eu sou a filial.
Fábio de Melo por Fábio de Melo: Um homem feliz, realizado.
Ser Profashional é... É ser integrado, não deixando que nada de nós fique de fora.

"Você pode até dizer que não entendeu o que te disse,
mas jamais poderá dizer que não entendeu como te olhei"
(Fábio de Melo)




















(clique na imagem para ampliar)


Onde Encontrar???
Av. Jandira, 843 - Moema - São Paulo - S.P. - 04080-005
Fone: (11) 5051-4084


O Semeador, a Semente e os Solos

Esta é uma das três únicas parábolas registradas em mais do que dois evangelhos, e também é uma das únicas que Jesus explicou especificamente. Precisamos meditar cuidadosamente sobre essa história.

A história em si é simples:

"Eis que o semeador saiu a semear. E ao semear, uma parte caiu à beira do caminho; foi pisada, e as av es do céu a comeram. Outra caiu sobre a pedra; e, tendo crescido, secou por falta de umidade. Outra caiu no meio dos espinhos; e, estes, ao crescerem com ela, a sufocaram. Outra, afinal, caiu em boa terra; cresceu e produziu a cento por um" (Lucas 8:5-8).

A explicação de Jesus é também fácil de entender:

"A semente é a palavra de Deus. A que caiu à beira do caminho são os que a ouviram; vem, a seguir o diabo e arrebata-lhes do coração a palavra, para não suceder que, crendo, sejam salvos. A que caiu sobre a pedra são os que, ouvindo a palavra, a recebem com alegria; estes não têm raiz, crêem apenas por algum tempo e, na hora da provação, se desviam. A que caiu entre espinhos são os que ouviram e, no decorrer dos dias, foram sufocados com os cuidados, riquezas e deleites da vida; os seus frutos não chegam a amadurecer. A que caiu na boa terra são os que, tendo ouvido de bom e reto coração retêm a palavra; estes frutificam com perseverança" (Lucas 8:11-15).

Alguém ensina as Escrituras a várias pessoas; a resposta dessas pessoas depende do estado do coração delas, isto é, de sua atitude.

(e você... já cuidou do seu solo hoje?)


"Beatriz" (interpretada por Mônica Salmaso)





Beatriz
(Edu Lobo/Chico Buarque)

Olha
Será que ela é moça
Será que ela é triste
Será que é o contrário
Será que é pintura
O rosto da atriz

Se ela dança no sétimo céu
Se ela acredita que é outro país
E se ela só decora o seu papel
E se eu pudesse entrar na sua vida


Olha
Será que ela é de louça
Será que é de éter
Será que é loucura
Será que é cenário
A casa da atriz

Se ela mora num arranha-céu
Se as paredes são feitas de giz
E se ela chora num quarto de hotel
E se eu pudesse entrar na sua vida

Sim, me leva pra sempre, Beatriz
Me ensina a não andar com os pés no chão
Para sempre é sempre por um triz
Aí, diz quantos desastres tem na minha mão
Diz se é perigoso a gente ser feliz

Olha
Será que é uma estrela
Será que é mentira
Será que é comédia
Será que é divina
A vida da atriz

Se ela um dia despencar do céu
E se os pagantes exigirem bis
E se o arcanjo passar o chapéu
E se eu pudesse entrar na sua vida



Outras interpretações...

Chico Buarque e Edu Lobo (autores)
Milton Nascimento

Fonte: You Tube, Letras Terra

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Beleza e salvação

Enquanto o mundo segue com os seus julgamentos frios eu ainda prefiro me ocupar de minhas razões sagradas. É um jeito de tentar minimizar o poder de tudo o que é diabólico sobre mim. A mídia e sua constante necessidade de polemizar o menor dos fatos, retirando do anonimato os assassinos de todo dia e os elegendo como notícias formidáveis. O diabólico nas primeiras páginas, enquanto as pessoas que verdadeiramente mereceriam estampar as manchetes estão reclusas e esquecidas. O que me conforta é saber que o Bem não desiste. Ele sobrevive mesmo no esquecimento.


Tenho conhecido iniciativas maravilhosas por este Brasil imenso. Iniciativas pequenas, mas capazes de revolucionarem o mundo a partir de medidas menores. O poeta já dizia – “Vamos reformar o mundo? Vamos começar lavando os pratos.” Gente que está lavando os pratos do mundo, recomeçando a vida, fazendo pacto com a justiça, ainda que não noticiada.



São as iniciativas do terceiro setor, organizações não governamentais que resolveram arregaçar as mangas ao invés de protestarem com armas e bandeiras. Optaram por outra forma de manifestação. O protesto é civilizado, é construtor. Nasce e se desdobra em iniciativas concretas.


Um exemplo? “Beleza e Cidadania”, uma organização liderada por Lara Dee, uma nordestina que veio para SP em busca de oportunidades. Após alcançar os objetivos pessoais, ela resolveu cuidar dos marginalizados do mundo. A ONG que lidera trabalha a partir do lema “Beleza é fundamental, cidadania é vital!” Todas as iniciativas da organização estão voltadas para o desejo de devolver ao ser humano a beleza perdida. Não, não se trata de uma redução da beleza, limitando o conceito ao atrativo estético. A mística que a move é a Cosmética. Note bem que a palavra “cosmético” deriva da palavra grega ko·sme·ti·kós, que significa “hábil em adornar”. Lara Dee compreendeu a cosmética de maneira ampla e criativa. Mesmo que ela não saiba, ela está movida pela mística da criação do mundo, quando Deus ordena que o caos dê lugar à beleza.

A narração bíblica que trata das origens do mundo nos remete ao contexto da beleza. Deus ordena o caos e dele extrai a criação. O conceito de caos está diretamente associado ao contexto do “não belo”. Caos é a desordem, o anti-cosmos, a feiúra. O gesto criativo de Deus acende a luz e desfaz o poder do caos. É o próprio Deus quem canta: “Tudo é bom, tudo é belo!”

O grande problema é que desde a origem do mundo as escolhas humanas nem sempre estão a serviço da beleza e da bondade. O que a grande mídia noticia e expõe em letras garrafais costuma ser o descomprometimento humano com a continuidade da criação.


É tão bonito pensar que somos continuadores da criação, e que Deus continua criando cada vez que uma ação humana restitui a beleza perdida. É tão bonito pensar que Deus alcança o mundo pela força de braços comprometidos com a beleza e a verdade, assim como os de Lara Dee, que se mobiliza para vencer o poder das serpentes que legitimam a presença de tudo o que é diabólico e destruidor.

Lara Dee nos ensina que num rosto que fica mais bonito Deus canta a sua glória. Num coração que fica mais justo Deus reestabelece o seu projeto. Num único alcóolatra recuperado Deus recupera a humanidade inteira. Lara Dee nos ensina que o bem, mesmo quando não é noticiado ele não perde a sua força, porque se alimenta de convicções silenciosas, mas atuantes. Lara Dee nos ensina que o Cosmos precisa de Ética, e que a urgência de nossos dias é que a humanidade redescubra a habilidade de adornar o mundo.

Aprendamos com ela. Como? Buscando os caminhos da beleza, da verdade e da justiça. Desfazendo os poderes do caos sobre nós. Desarticulando as armadilhas das fealdades sociais que nutrem a indignidade, a falta de brio e as monstruosas iniciativas que desagregam a beleza criada.

Lara Dee é uma voz profética de nossos tempos. Não, ela não é gritada nos átrios sagrados de nossos templos religiosos convencionais. Ela está no mundo, nos subterrâneos do mundo, no fundo que nem sempre eu consigo alcançar. Ele não tem os mesmo altares que eu. Ela não reza com as mesmas cartilhas que eu rezo, nem tampouco celebra do mesmo jeito que eu celebro. O bonito é saber que mesmo estando em pontas tão distintas e distantes, os nossos corações estão congregados pelas mesmas causas e razões. Eu, na celebração da palavra que cristifica o mundo. Ela, na celebração concreta que coloca sobre o meu altar o sacrifício já resultado em ressurreição.
Lara Dee, sigamos juntos na transformação do mundo. Apaixonados pelos calvários da humanidade, mas comprometidos com as alegrias e com as belezas que vislumbramos, mesmo quando o opaco da tristeza insiste em permanecer.


Padre Fábio de Melo
15/12/2008






segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Show de Música e Fé em Brasília/DF


Fenômeno da evangelização pela arte, o padre Fábio de Melo faz show em Brasília na segunda (22), no Ulisses Guimarães, a partir das 20hs.

O sacerdote mineiro é o novo fenômeno da Igreja Católica. Sua serenidade e palavras de fé e força o tornaram famoso em seu programa no canal Canção Nova. Seu estilo moderno combina com o de Padre multimídia e preparado: graduado em filosofia e teologia, pós-graduado em educação e em teologia sistemática, professor universitário, escritor, cantor com vários CDs gravados, compositor e apresentador.

Padre Fábio apresenta o programa Direção Espiritual, na Rede Canção Nova de Televisão, que vai ao ar nas noites de quinta-feira. “Creio no poder da comunicação religiosa da música popular e tento fazer com que a música seja ponte entre a palavra de Deus e o coração dos brasileiros”, diz o religioso.


Como Assim???

22/12/2008 - às 20h
Show Vida
Centro de Convenções Ulysses Guimarães
Eixo Monumental - Brasília - DF (mapa)

Informações: ( 61) 3297-0462 / 7811-3968
Ronald Produções: (61) 3297-0462
Indústria do Conhecimento: (61) 3327-1236
Ronald de Carvalho: (61) 7811-3968
Elany: (61) 8421-7575
Val: (61) 7811-3969
Gustavo: (61) 8413-4060

Onde Comprar???
Os Ingressos estarão disponíveis à partir de 10/12 nos seguintes pontos de vendas:


- Livraria Paulinas (Setor Comercial Sul - 3225-9595)
- Livraria Ave Maria (Asa Sul / Taguatinga / Ceilândia - 3351-1431)
- Livraria Paulus (Setor Comercial Sul - 3225-9847)
- Livraria Canção Nova (502 Sul - 3252-7052)
- Livraria Brasília (Acepas - Conjunto Nacional - 3326-8129)




Gravação do Especial de Natal do QUARTA VIVA

O programa "Quarta Viva" tem um presente de Natal para você que assiste a TV Canção Nova: É a gravação do programa especial de Natal com o padre Fábio de Melo.

No dia 17 de dezembro (quarta-feira), Gabriel Chalita entrevista padre Fábio, a partir das 18h30 e você é convidado para assistir este programa.

A gravação acontece no Auditório do Colégio Santa Marcelina, rua: Doutor Alberto Torres, portão 2, perdizes, São Paulo – SP.

É importante que você chegue um pouco antes para reservar o seu lugar, pois as vagas no local são limitadas. Traga a sua alegria e venha celebrar o Natal com Gabriel Chalita e padre Fábio de Melo.

Eis que Deus nos deu um anjo...

Há exatamente 7 anos, na cidade mineira de Formiga, um jovem erguia-se do chão como um novo homem. Fábio José de Melo Silva não mais pertencia à sua família. A partir daquele momento, sua vida era de Deus, definitivamente preenchida por Sua graça... tornara-se toda amor, fé, misericórdia e serviço.

Estavam ali consolidadas todas as realidades sobre as quais sua vida se moldara. Toda a misericórdia de Deus que o escolhera, todas as realidades humanas que lhe prestaram ser o homem que se fazia novo, todo o amor que lhe cercara e acompanhara até ali... todo o seu ser resguardado pelas belezas ordinárias, que agora assumia um sabor divino e uma condição eterna.

Era padre.

A concretude de tanta responsabilidade que convém à sua nova condição não impediu o seu sim. Foi chamado e acolheu. Foi amado e amou. Foi escolhido e se entregou.

Fábio dizia então, que ainda não sabia o que Deus queria de sua vida. Mas Deus sempre soube. Seus planos para este filho escolhido, já ali, estavam traçados e entrelaçando-se em teias de amor e luz que o conduziam até nós, seus filhos.

Era padre.
Era pai.
Por Deus escolhido.
Por Deus capacitado.

Hoje, tanta estrada percorrida, se fez mais que um simples servo. Revestido da glória de Deus, é como luz a guiar-nos pelos obscuros abismos de nossa alma.

De sua arte com feições divinas, fez pontes entre o céu e a terra. Trazendo-nos a beleza do sagrado em versos, acordes, poesias e canções.

Um anjo que nos ensina a caminhar, não com palavras doces que mascaram a crueza da vida, mas colocando-nos frente às nossas mais reprováveis realidades, incitando-nos a enfrentar nossas fraquezas, fragilidades e nossa natureza pecadora.

Um anjo que nos mostra a beleza da mística do processo de Deus, que nos concede seus dons e favores, mas nos pede que façamos a nossa parte. Humano e divino em sua sinergia indispensável e incomparávelmente bela.
Naquele 15 de dezembro recebemos o mais belo presente do céu. Um menino anjo que encerra em si o mais humano de Jesus. O mesmo Jesus a quem nos apresenta e nos convida à intimidade, como filhos do céu que somos.

Deus nos deu Seu filho amado. Deus nos fez Seus filhos amados. E agora, nos estava entregando seu escolhido muito amado, seu anjo iluminado.

Só podemos agradecer e louvar a este amor misericordioso de Jesus, que sempre nos concede sua presença aqui na terra em forma de anjos, mesmo que não sejamos dignos, mesmo que não queiramos ser.

Anjos como o jovem que há 7 anos deu o seu sim e entregou a sua vida ao serviço de Deus.

Anjo que nos amapara e conduz. E que consegue, mesmo na distância e no anonimato das multidões, tocar o específico de cada coração, de cada dor, de cada sofrimento. Restaurando vidas, curando feridas, ressucitando o que já não sabia mais ter vida.



Obrigada, Senhor, pela sua escolha.
Obrigada, Fábio, por ter acolhido o seu chamado.
Obrigada, Padre, pela sua entrega.
Obrigada, anjo, pela sua luz.

sábado, 13 de dezembro de 2008

Show em Muriaé/MG adiado



O show do Padre Fábio de Melo, que estava programado para a noite deste sábado, foi adiado para o próximo sábado, dia 20/12, no mesmo local e hora.

A apresentação do Pe. Fábio, um dos principais representantes da música Católica no país, estava sendo aguardada ansiosamente pela comunidade católica local. O Padre Waldemar Tadeu, capelão hospitalar disse que a expectativa da comunidade de Nossa Senhora do Divino Pranto, que promove a vinda do padre Fábio de Melo, é grande e que ele vem a Muriaé por uma boa causa.

A comunidade que tem a igreja localizada ao lado da Casa de Apoio da Fundação Cristiano Varella está em festa desde o dia 7 com término previsto para este domingo (14). Agora é segurar a ansiedade e aguardar para ver o show na próxima semana.

Padre Fábio não pode realizar o show deste sábado pois ficou afônico, o que o obrigou a fazer uma pausa em sua agenda. Apesar disso, o evento programado para amanhã em Belo Horizonte está confirmado.


Fonte: Site Fábio de Melo, Interligadonline, Muratori, Vejo logo penso


>> Convido a vocês, que fazem parte da grande família do nosso querido diretor espiritual, a entrarem em uma contínua unidade de oração, intercedendo por ele, por sua missão e por sua saúde.

Entre em nossa comunidade no orkut

PADRE FÁBIO... ANJO DE LUZ...

e participe.





Slide - Arapiraca/AL 06/09/2008









Slide - RAÍZES Petrópolis 19 e 20/11/2008


quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Vídeos Feira da Natividade 2008


Fonte: Feira da Natividade

Feira da Natividade 2008


Aconteceu domingo, dia 07/12, no centro de São Paulo, a abertura oficial da 6ª edição da Feira da Natividade. O palco do evento, montado no boulevard da Avenida São João, recebeu grandes nomes da música, como Agnaldo Rayol, padre Fábio de Melo, Érica Rodrigues, o cantor Donizeti, diversos artistas da televisão que deram sua contribuição social ao evento, além do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e do arcebispo metropolitano de São Paulo, dom Odilo Pedro Scherer, que fizeram a abertura oficial do presépio deste ano, cujo tema é os 100 anos da Imigração Japonesa.

A festa teve início às 16h do domingo e a banda Central foi a primeira a subir ao palco, animando o público ao som de muito pop rock. Eventos como esse “são muito bacanas, pois lembram e celebram o Natal, unindo música e religião”, garante o vocalista Giuliano Dias. Em seguida, a cantora católica Marília Mello apresentou ao público as músicas do seu primeiro CD, Novo Caminho. Ela se surpreendeu com o tamanho do local: “Eu já tinha feito shows em lugares grandes, mas não como este”. Para ela, cada apresentação tem sempre a intenção de “levar a palavra de Deus a todas as pessoas”.



Na seqüência, a cantora Lilian Brito assumiu o comando da festa e cantou algumas composições de Walmir Alencar, como “Diante do Rei” e “Como és Lindo”. Ela comentou a importância da feira na evangelização: “Hoje em dia, o mundo desvia as pessoas de Deus e eventos como este conseguem uni-las e dar a esperança que falta em seus corações”.

E para reforçar a mensagem deixada pela cantora, o Padre Fábio de Melo se apresentou e fez o público cantar sucessos como “Vida” e “Tudo é do Pai”. Em seguida, atores da TV Globo e da rede Record partilharam o palco com o padre para fazer um desfile com as camisetas criadas pelo artista plástico Roberto Camasmie especialmente para o evento. Segundo ele, as pessoas que adquirirem as peças “são anjos da guarda que vão perdurar durante todo o ano”, afinal, ajudarão uma causa nobre.



Entre os atores estiveram: Paula Burlamaqui, Raymundo de Souza, Fernanda Rodrigues, Eri Johnson, Iran Malfitano, Alexandre Schumacher, Isadora Ribeiro, Pedro Malta. Mas um destaque especial ficou para o ator Marcos Winter, um dos fundadores e membro da diretoria do Centro de Atendimento ao Trabalhador (CEAT), um dos organizadores da feira. Ele comentou o trabalho da instituição: “O CEAT é responsável por 30% das carteiras assinadas de São Paulo e a feira é a coroação do trabalho de capacitação e recolocação profissional realizado ao longo de cada ano”.

Presépio e encerramento
Após a apresentação das camisetas, os artistas foram até o Vale do Anhangabaú, para a inauguração do presépio. A cerimônia também contou com a presença do prefeito Kassab e de dom Odilo, que desejaram feliz Natal aos presentes. “Que a Feira da Natividade ajude o povo de São Paulo a perceber que Jesus Cristo veio para ser amigo de todos, que precisam de consolo e conforto”, disse o arcebispo. O cantor Agnaldo Rayol se apresentou no próprio presépio e cantou seus grandes sucessos “Mia Gioconda” e “Ave-Maria”. Ele também dividiu o palco do presépio com a cantora Érika Rodrigues, para cantar “Sonda-me” sucesso na voz dos dois que estará no próximo disco da cantora. “É sempre muito legal cantar com o Agnaldo que é uma das maiores vozes desse país, com 50 anos de carreira”, elogiou Érika.
Na seqüência, ocorreu uma apresentação especial do presépio, com muita luz, cores e beleza, envolvida por uma encenação teatral relativa aos 100 anos da Imigração Japonesa ao Brasil. E para encerrar a primeira noite de shows do evento, o cantor sertanejo Donizeti divertiu o público com suas canções animadas, cantando, inclusive, com sua filha de 14 anos, Bruna Garcia, que inicia os passos na música country.
Daniel Reis e Priscila Mortensen

Feira da Natividade... O que é???

Foi na companhia de Lênin que Jorgette Oliveira, presidente executiva do Ceat (Centro de Atendimento ao Trabalhador), imaginou como seria um evento que unisse as pessoas em torno das comemorações natalinas, associadas a um tipo de economia menos mercantilista e mais solidária. Na Rússia, em meados de 2002, nascia a idéia da Feira da Natividade.

De volta ao Brasil, Jorgette, uma empreendedora social que transforma tudo em que se envolve em sucesso, começou a amadurecer a idéia de como concretizaria o encontro entre economia, entretenimento e o resgate do Natal como fonte de solidariedade e de alegria. Não demorou até reunir uma equipe competente para fazer um trabalho inovador e, por isso mesmo, a ser formatado ali, na prática.

A Arquidiocese de São Paulo aprovou a idéia e a parceria estava formada. Aberta à população em 2003, a 1ª Feira da Natividade ocorreu no Espaço de Convenções do Anhembi. Foi o primeiro encontro entre muitas pessoas com objetivos semelhantes, o que resultou em entretenimento, compras a preços acessíveis e na celebração do Natal.


quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Show em Belo Horizonte/MG


Através de uma parceria entre a Talentos Produções e a Campanha Faço Parte da Arquidiocese de Belo Horizonte, Padre Fábio de Melo lança dia 14 de dezembro, no Chevrolet Hall, o seu mais novo CD “VIDA”. Gravando pela primeira vez pela Som Livre, padre Fábio de Melo emociona pela sinceridade, talento e compromisso com o trabalho religioso. Cantor, compositor e escritor, o sacerdote já gravou 11 CD’s e seus repertórios valorizam a religiosidade e a cultura mineira. As composições são verdadeiras poesias, com roupagem e ritmos modernos. Este evento ainda contará com presenças especiais.


Campanha FAÇO PARTE

A Campanha “Faço Parte” é uma campanha da Rede Catedral de Comunicação Católica, mantida pela Fundação Cultural João Paulo II, para que ela possa servir mais, através da TV Horizonte, Rádio América, Rádio Cultura e Jornal de Opinião, trabalhando os valores, a família, o evangelho e a cultura em sua programação. O objetivo é que todos os cristãos católicos apóiem o crescimento da Rede Catedral, com a generosidade da contribuição. “É preciso expandir para servir mais no anúncio do Evangelho”, ressalta o arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, Dom Walmor Oliveira de Azevedo.

Como Assim???
Show lançamento do CD Vida
14/12/2008 - às 19h30
Chevrolet Hall
Av. N. Sra. do Carmo, 230 - Savassi - Belo Horizonte - MG (mapa)
Evento: Show lançamento do cd Vida
Informações: ( 31) 3209-8989

Ingressos Esgotados!!!


Show em Muriaé/MG


Neste fim de semana Padre Fábio de Melo dá prosseguimento à uma curta turnê pelo seu estado natal, Minas Gerais.

Após passar por Divinópolis, berço mineiro de poesia da melhor qualidade, o sacerdote chega à Muriaé no próximo sábado, dia 13, levando suas canções e suas sábias palavras que permeiam seus shows com momentos de profunda reflexão, sempre fundamentados nas verdades do evangelho e no amor incondicional de Deus por nós.

Como Assim???


13/12/2008 - às 20h30
Capelania Hospitalar
Av. Cristiano Ferreira Varella, 665 - Bairro Universitário – Muriaé/MG
Informações: ( 32) 9103-2543 / 3729-4800

Show em Divinópolis/MG


Nesta sexta-feira (12), Padre Fábio de Melo começará uma turnê por Minas Gerais com shows agendados em três cidades mineiras.

A primeira a receber um dos melhores artistas católicos da atualidade é Divinópolis, terra de Adélia Prado, eterna fonte de inspiração de toda a literatura de Padre Fábio de Melo.

A descoberta da sabedoria contida na simplicidade e o Deus revelado nas pequenas coisas cotidianas é tema e fonte dos escritos de Adélia. Mística que também se faz presente nas composições e livros do sacerdote, seu admirador de longa data.


Como Assim???

12/12/2008 - às 20h30
AABB Divinópolis
Rodovia MG 050, km 86 - Divinópolis - MG (mapa)
Informações: ( 37) 9988-0202

Onde Comprar???

> Slep Sorveteria - (37) 3222-6000
> Livraria Santo Antônio - (37) 3214-9588
> D'Elles - (37) 3222-0102
> Tenda Sacramento de Amor no Terra Shopping
> Livraria Em Nome do Pai
Como Chegar???
Rio de Janeiro
495 km – aprox. 6 horas 8 minutos (mapa)

São Paulo
510 km – aprox. 6 horas 3 minutos (mapa)
Viação São Cristóvão - (11) 2221-2573

Belo Horizonte
136 km – aprox. 1 hora 52 minutos (mapa)
Viação Gontijo - (31) 2104-6300

Fonte: Site Fábio de Melo

Tal Revista nº 4 com Padre Fábio de Melo


Já chegou a TAL Revista de nov/dez. Nesta edição, Karina Sbruzzi nos presenteia com a cobertura completa do show do Padre Fábio de Melo em São José dos Campos e fotos exclusivas do evento.

A publicação conta ainda a coluna de Padre Fábio, "Que Tal Viver?", que estreou na edição anterior e traz dicas e aconselhamentos que ajudam os leitores a encararem a vida com maior leveza e sabedoria.


A TAL Revista traz ainda entrevistas inéditas e inteligentes, celebridades, dicas de arte, estética, eventos sociais, gastronomia, atualidades, cultura e notícias de toda a região do Vale do Paraíba, sempre primando pela qualidade do conteúdo.


ONDE ENCONTRAR A TAL???
> Taubaté
Yves. Moss / Bar do Pereba / Marina Calçados / Salim / Restaurante do Carne Seca / Studio Café (Tté Shopping) / Padaria Donabella / ZATOYS / Padaria do Jarbas / Livraria Papelaria NobeL / Banca do Vicente na Av. Independência / Vanilla Café.

> São José dos Campos
Jacques Janine / Academia Cia Athletica / Posto Chaparral Texaco / Cabelereiros Aquira / Noemia Depilação e Cabeleireiros / Viela – bar / BANCA CENTRAL do Center Vale Shopping / Gamaia Esportes / Vinac / Pizzaria Os Muzzarelas / INFANTO e Khelf.

> Campos do Jordão
Baden Baden

> Sto Ant. do Pinhal
Pizzaria Mr. Richard

A TAL Revista também está disponível nos melhores cafés, restaurantes, condomínios residenciais, lojas de calçados, academias, salões de beleza, salões de estética e clínicas médicas das cidades de Taubaté e de São José dos Campos.

Blog In Dica!!!
Você pode receber a coluna exclusiva do Padre Fábio de Melo em casa.
Acesse a TAL Revista e peça já a sua!



Fonte: TAL Revista

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Ingressos à venda para o Canecão


Nesta segunda, o Canecão finalmente liberou a venda dos ingressos para os esperados shows do Padre Fábio de Melo, nos dias 06 e 07 de janeiro.

Apesar de o início das vendas não ter sido divulgado, grande parte dos lugares já foram comprados e não há mais disponibilidade nas melhores mesas. Quem quiser garantir o seu ingresso vai ter que se apressar.

Quem tem direito à meia-entrada só poderá adquirir seu ingresso na bilheteria do Canecão, que funciona diariamente das 12h às 21h20.

O espetáculo promete ser um momento histórico e um dos pontos altos da promissora carreira musical do Padre Fábio, que estará gravando seu primeiro DVD. Momentos de grande emoção e poesia perpassados pela palavra evagelizadora, que lhe é princípio, são esperados pelo público que lotará o Canecão para prestigiar o sacerdote.



Como Assim???

06 e 07/01/2008 - às 20h30
Abertura do salão às 19h
Gravação do DVD "Vida"
Canecão
Av. Venceslau Brás, 215 - Botafogo - Rio de Janeiro/RJ (mapa)
Tel: (21) 2105-2000

Onde Comprar???

Bilheteria do Canecão
Horário: diariamente das 12h às 21h20
Formas de Pagamento: dinheiro ou cartão de débito
(maiores informações)

Ticketronic
http://www.ticketronic.com.br/
Pontos de Venda - Rio de Janeiro
Call Center: (21) 3344-5500 (Rio de Janeiro) / (11) 3038-6696 (São Paulo) / 0300 789 7800 (demais localidades)
Funcionamento: de 2ª a 6ª, das 8h às 21h
Formas de Pagamento: Cartão de Crédito ou Débito, dinheiro, depósito ou cheque (confira as condições)
Obs: Serão acrescidos valores referentes à taxa de serviço e entrega.
(maiores informações)

Quanto custa???

Setor Vip - R$100,00
Setor A - R$100,00
Setor B - R$90,00
Setor C - R$80,00
Frisa Lateral - R$60,00
Poltrona Numerada - R$50,00
Frisa Central - R$100,00
Camarotes -R$200,00
Balcão Nobre - R$90,00
Mezzanino - R$80,00
06 e 07/01/2008 - às 20h30

Meia-Entrada

É PESSOAL E INTRANSFERÍVEL: Será pedida a identificação na compra e para a entrada do show. Somente o próprio mediante a apresentação de todos os documentos (originais) exigidos. Somente na bilheteria do Canecão.

> Estudantes
> Idosos
> Deficientes Físicos
> Professores da Rede Municipal da cidade do Rio de Janeiro
> Menores de 21 anos.

(maiores informações)