quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Chegou a 1ª TAL de 2009!


A edição n. 05 da Revista TAL já está circulando. A primeira TAL de 2009 chega trazendo entrevistas, festas, carreiras de sucesso e Bruno Gagliasso.

Em sua coluna "Que TAL viver?" Padre Fábio de Melo fala sobre a PUREZA do OLHAR. Não deixe de conferir!



Distribuição Detalhada:

São José dos Campos
> SALÕES:
Terezinha Quintanilha; Jacques Janine (Sh.Colinas); Cabelereiros Aquira e Noemia Depilação.
> LOJAS:
Infanto; Pé de Chinelo; Vinac; Senac (V.INDUSTRIAL); Lacqua Di Fiori (Center Vale Sh.); Extra Supermercados (Colinas) e Gamaia Esportes.
> RESTAURANTES, BARES E CAFÉS:
Padaria Ponto do Pão; Original Bar; Trattoria Mazzanino; Viela Bar ; Coronel; Rest.TAO (Colinas); Rest.AL Badah (Sh.Colinas, Vila Ema e Center Vale); Pizzaria “Os Muzzarelas” e Mad Jack.
> CLÍNICAS:
Dr. Ronaldo Roesler; Dra. Katia Ferrer ; MATER CLINICA REPRODUTIVA; LIFE COACH Medicina Preventiva; Dra.Mariela Muniz ; Dra.Juana Montecinos Maciel e Dr.Aldoger Ferreira de Aguiar.
> POSTOS CONVENIÊNCIA E BANCAS:
Posto Chaparral Texaco; BANCA CENTRAL (Center Vale Shopping) e Loja Conveniencia Posto Petrobrás- em frente Al Badah centro.
> ACADEMIA:
Cia Athletica (Sh.Colinas).
> CONDOMÍNIOS:
BOSQUE IMPERIAL; AQUARIUS 1; AQUARIUS 2; AQUARIUS 3; AQUARIUS 4; AQUARIUS 5; QUINTA DAS FLORES; FLORESTA; ELDORADO (Urbanova) e Lê Classic (Jardim Aquarius).

Taubaté
> SALÕES:
Guilherme Hair’s; AM’S LIFE; Yves. Moss; Raul Domeck, Bella Imagem e Ophicina da Beleza;
> LOJAS:
Zatoys; Irani Ferreira; Marina Calçados (todas as lojas) Proposital Shopping TTé e centro.
> RESTAURANTES, BARES E CAFÉS:
Padaria Donabella; Blues Brasil; Studio Café (Tté Shopping); Tangaroa; Barolo; Chicão; Consulado; Bar do Pereba; Salim; Restaurante do Carne Seca; Padaria do Jarbas, Vanilla Café, Cantina Gadiolli e Casa da Elisa (Quiririm).
> CLÍNICAS:
Cardiocentro Centro De Diagnostico Cardiologia; Clínica Menezes Cirurgia Plástica; Clínica Eduardo Saba; Endocard; Pró Imagem ; Clínica de Ortopedia ; Clínica do Dr. Paulo Pereira; Clínica Cirurgia Plástica Marcos Destro; Clínica de Cirurgia Plástica Dr. Djalma; Centro de Odontologia Especializada e Unimed.
> POSTOS CONVENIÊNCIA E BANCAS:
Molinaro Revistas e Jornais; Livraria Papelaria NobeL; Banca do Vicente (Av. Independência); Auto Posto Actasa e Posto ESSO Av.Desembargador.
> ACADEMIA:
Academia Aerofisic; Academia Eliane Indiani ; Taubaté Country Club e Benvirá.
> CONDOMÍNIOS:
Condomínio Vale do Sol; Resid.PRIMAVERA ; Resid. Taubaté Village ; Vale dos Príncipes; Portal do SOL ; Cond.VILLAGE TOWERS ; Central Parque; Conde 1 e 2; e Edifício Lumière.


Campos do Jordão e Santo Antônio do Pinhal
> Baden Baden (Campos do Jordão)
> Restaurante Mr.Richard (Sto Antônio do Pinhal)
> Pousada Villa Campestre (Sto Antônio do Pinhal)



terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Amizade Amadurecida


“Uma das características da infância é a incapacidade de dividir coisas. Uma criança não pode dividir porque não se possui, porque ainda não sabe o que ela é. Você começa a identificar a maturidade, a partir do momento que uma criança consegue perceber as regras de um joguinho.

A maturidade faz parte de um processo. Em um processo não podemos queimar etapas. Ele é lento, chato e demorado. Uma criança passa por um momento de amadurecimento a partir do momento que começa a brincar.

A maturidade acontece, quando tomamos posse do que nós somos, para aí então poder nos dividir com os outros. Isso faz parte do processo de maturidade.

Não nascemos amando, pelo contrário, queremos ter a posse dos outros. Essa é a forma de amar da criança, pois ela não consegue pensar de maneira diferente. Ela não consegue entender que o outro não é ela. Quantas pessoas já adultas pensam assim, trata-se da incapacidade de amar, falta de maturidade.

Todos os encontros de Jesus levam a implantação do Reino de Deus. Mas só pode implantar esse reino quem é adulto, que já entende que só se começa a amar a partir do momento, que eu não quero mudar quem eu amo.

Geralmente quando tememos alguém ruim ao nosso lado, é porque nos reconhecemos naquela pessoa. Jesus não tinha o que temer porque era puramente bom, por isso contagiava os que estavam ao seu lado.

Na maturidade de Jesus você encontra a capacidade imensa de amar o outro como ele é. Amar significa: amar o outro como ele é. Por isso quando falamos em amar os outros, podemos perceber o quanto deixamos de ser crianças. Devemos nos questionar a todo o momento quanto a nossa maturidade.

A santidade começa na autenticidade. Por isso Jesus nos pede para ser como as crianças, que são verdadeiras e simples. É nisso que devemos manter da nossa infância e não a forma de possuir as coisas para si.

Você tem condições para perceber a sua maturidade. É só observar se você é obediente mesmo quando não há pessoas ao seu redor. Você não precisa que ninguém te observe, pois você já viu aquilo como um valor.

Pessoas imaturas sofrem dobrado. Pessoas imaturas querem modificar os fatos, pessoas maduras deixam que os fatos os modifiquem. A maturidade nos faz perceber que não podemos mudar os fatos. Um imaturo ganha um limão e o chupa fazendo careta. O maduro faz uma limonada com o limão que ganhou.

Muitas vezes os nossos relacionamentos de amizade são uns fracassos porque somos imaturos. Amigos não são o que imaginamos, mas o que eles são e com todos os defeitos. Amizade é processo de maturidade que nos leva ao verdadeiro encontro com as pessoas que estão ao nosso lado. Elas têm todos os defeitos, mas fazem parte da nossa vida e não a trocamos por nada deste mundo. Isso porque temos alma de cristão e aquele que tem alma de cristão não tem medo dos defeitos dos outros, porque sabe que aqueles defeitos não serão espelhos para nós, mas seremos um instrumento de Deus para ele superar esse defeito.

Padre só pode ser padre a partir do momento que é apaixonado pelos calvários da humanidade.

Se você não consegue lidar com os limites dos outros, é porque você não consegue lidar com os seus limites. A rejeição é um processo de ver-se.

Toda vez que eu quero buscar no outro o que me falta, eu o torno um objeto. Eu posso até admirar no outro o que eu não tenho em mim, mas eu não tenho o direito de fazer do outro uma representação daquilo que me falta. Isso não é amor, isso é coisa de criança.

O anonimato é um perigo para nós. É sempre bom que estejamos com pessoas que saibam quem somos nós e que decisões nós tomamos na vida. É sempre bom estarmos em um lugar que nos proteja.

Amar alguém é viver o exercício constante, de não querer fazer do outro o que a gente gostaria que ele fosse. A experiência de amar e ser amado é acima de tudo a experiência do respeito.

Como está a nossa capacidade de amar? Uma coisa é amar por necessidade e outra é amar por valor. Amar por necessidade é querer sempre que o outro seja o que você quer. Amar por valor é amar o outro como ele é, quando ele não tem mais nada a oferecer, quando ele é um inútil e por isso você o ama tanto. Na hora que forem embora as suas utilidade, você vai saberá o quanto é amado.

Tudo vai ser perdido, só espero que você não se perca. Enquanto você não se perder de si mesmo você será amado, pois o que você é significa muito mais do que você faz.

O convite da vida cristã é esse: que você possa ser mais do que você faz!



Transcrição, áudio e fotos: Renan Félix
Canção Nova - Homilia PHN - Julho 2007



segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

A pedra está posta...


A pedra está posta.
O destino de ir e de vir
já terminou.
Silenciem as portas
e seus umbrais
que esperam por chegadas.
Sirvam-me neste momento
de algumas porções de
saudades.
E depois, a coragem.
Quero ficar aqui.
Não há lugar nenhum
a que eu possa chegar,
senão a mim.
Que meu ficar seja
para preparar o futuro.
Um ficar cheio de silêncio,
sem as dispersões das falas,
sem os absurdos das respostas prontas.
Que o meu sofrer se transmude
em atos de esperanças,
assim como a noite dá lugar ao dia.
O meu querer é pouco,
cabe em minha mão.
Eu só quero é ser real.


Fábio de Melo

Cartão - Meu ofício

(clique na imagem para ampliar)



Edição: Michelli Brainer

A vida é assim


sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Show em Manhuaçu/MG



Como Assim???


15/02/2009 - às 20h
Lançamento do CD Vida
Parque de Exposições Ponte da Aldeia (mapa)
Info: (33) 3331-2660 / 8806-0741

Ingressos

> 1º lote - R$ 20,00
> 2º lote - R$ 25,00

Pontos de Venda

> Show Jeans - Manhuaçu
> Mega Celulares - Carnagola / Espera Feliz / Manhumirim / Manhuaçu

Show em Caratinga/MG




Como Assim???



14/02/2009 - às 20h
Vida, um show de música e fé
Parque de Exposições

Informações: ( 33) 3321-2118

Pontos de Venda



> Rede de Farmácias Central

> Escritório Multishow




Show em Ipatinga/MG



Padre Fábio já está de volta ao estado natal para mais três apresentações, começando por Ipatinga, cidade ao leste do Estado de Minas.

"Vida, um show de música e fé" reúne as composições do seu último CD e grandes sucessos de sua carreira, mesclando o melhor da música católica com momentos de louvor, adoração e reflexão.


Como Assim???

13/02/2009 - às 20h
Associação Esportiva e Recreativa USIPA
Av. João Cláudio Teixeira, nº 801 - Bairro Horto - Ipatinga - MG (mapa)
Informações: ( 34) 3321-4900

Pontos de Venda

>Timóteo - Tenda do Senhor
Rua 20 de Novembro, N. 214, lj 03 - Tel. 3849 2616
> Coronel Fabriciano - Mãe do Silêncio
Rua Maria Matos, 145 - Tel. 3841 4636
> Ipatinga - Livraria João Paulo II
Rua Poços de Caldas, 125 - Tel. 3821 9001

Show em Vitória/ES


Padre Fábio de Melo se apresenta em terras capixabas pela segunda vez neste ano. Desta vez é a capital, Vitória, que se prepara para receber "Vida, um show de música e fé".

A apresentação será no Clube Álvares Cabral, na quinta-feira, 12/02, a partir das 20h. Além de interpretar os grandes sucessos de sua carreira, Padre Fábio apresentará as composições do CD que dá título à turnê.

Momentos de louvor e profunda reflexão também fazem parte do espetáculo que percorre o país há cerca de 6 meses sempre com lotação esgotada, levando o público a momentos de grande emoção.


Como Assim???

12/02/2009 - às 20h
abertura dos portões às 18h30
Clube Álvares Cabral
Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, 2100 - Bento Ferreira - Vitória - ES (mapa)
Informações: ( 27) 3134-0101


Ingressos

Arquibancada - R$ 30,00
Área Vip/Cadeiras - R$ 50,00
(Sem numeração. Acomodação por ordem de chegada)


Pontos de Venda

> OTICAS PRECISÃO
Av. Jerônimo Monteriro, 1431 - Centro - Vila Velha - ES - TEL:. 3229-7801
Av. Carioca, 353 - Shopping Praia da Costa - TEL: 3329-1010
Rua Davino Mattos, 79 - Centro - Guarapari - ES - TEL: 3261-2465

> YESHUA - Yeshua Artigos Religiosos
Av. Jerônimo Monteiro, 825 - Glória - Tel. 3239-1467 - Vila Velha

> PAULINAS
R. Barão de Itapemirim, 216 - Centro - TEL. 3223-1318 - Vitória - ES

> SECRETARIA DO ALVARES CABRAL
Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, 2100 - Bento Ferreira - Vitória - ES
TEL. 27 - 3134 0123


Show em Navegantes/SC



Sérgio Reis e Padre Fábio de Melo completam programação da Festa de Nossa Senhora dos Navegantes

Dois grandes shows nacionais integram a série de atrações da Festa da Padroeira, que ainda vai ter regata de bateiras, corrida rústica e procissão fluvial.

A 113ª edição da Festa de Nossa Senhora dos Navegantes já atraiu mais de 25 mil devotos para a cidade desde a sua abertura, na última sexta-feira (23). Só no primeiro final de semana do evento, milhares de fiéis acompanharam duas noites de apresentação dos Cantores de Deus, grupo que já esteve com Padre Zezinho em diversas turnês.

A partir do próximo final de semana, acontecem as atrações mais esperadas da festa. No sábado (31), a tradicional corrida rústica na orla marítima, às 09h30, e a regata de bateiras, às 14h30, unem-se à programação, que culmina com show nacional do cantor Sérgio Reis, a partir das 21h30. Sucessos consagrados como “O Menino da Porteira”, “Chalana” e “Vida de Viajante” serão apresentados pelo cantor na Praça de Nossa Senhora dos Navegantes, em frente ao Santuário.

No domingo (1º), um dos momentos mais especiais, a procissão fluvial de dezenas de embarcações conduzindo a imagem de Nossa Senhora dos Navegantes pelo rio Itajaí-Açu, acontece às 16h30, seguida do show musical da banda Gálatas.

No dia da Padroeira, segunda-feira (02), além da missa, novena e almoço festivo, a procissão escoltando a imagem de Nossa Senhora, com saída do Bairro Machados em direção ao Santuário, às 18h30, deverá contagiar os devotos em uma grande manifestação de fé. O encerramento da festa promete ser o mais especial de todas as edições, com um show emocionante do Padre Fábio de Melo, às 21h30.

* Informações adicionais podem ser obtidas com o Secretário Municipal de Turismo, João Carlos Rebello da Cunha, através do fone (47) 3319-4606.


Programação do fim de semana

30/01 (Sexta-feira)
> 19h30: Missa com o Pe. Hamilton Wagner da Rosa, de Blumenau (SC).
Tema: Com Maria no mundo familiar.
> 21h30: Noite Cultural, com apresentação de Banda, boi-de-mamão, serestas e desafio.

31/01 (Sábado)
> 09h30: Corrida Rústica na orla marítima.
Largada: Praia de Gravatá.
Chegada: Praia Central.
> 14h30: Regata de bateiras, próximo ao Ferry-boat.
> 19h30: Missa com Bispo Diocesano D. Irineu Scherer, de Joinville.
Tema: Com Maria no mundo da saúde.
> 21h30: Show nacional com Sérgio Reis, na Praça Nossa Senhora dos Navegantes.

1º/02 (Domingo)
> 08h: Missa com Pe. Tomé Ferreira da Silva, Vigário da Paróquia de Nossa Senhora dos Navegantes.
Tema: Santa Maria de Nazaré.
> 10h: Missa com Pe. Silvano João Carlos da Costa, de Itajaí.
Tema: Maria junto à cruz do Senhor.
> 15h: Missa com Bispo Diocesano D. Angélico Sândalo Bernardino.
Tema: Virgem Maria do Cenáculo
> 16h30: Procissão Marítima com imagem de Nossa Senhora de Navegantes, pelo Rio Itajaí-Açu e concurso de embarcações.
> 19h30: Missa com Pe. Alvino Broering, capelão da Univali.
Tema: Virgem Maria, amparo da fé.
> 21h30: Premiação das gincanas.
> 21h30: Show com a banda Gálatas.

02/02 (Segunda-feira)
> 08h: Missa com Pe. Walmir Marcolino Gomes, de Blumenau (SC).
Tema: Maria na apresentação do Senhor.
> 12h: Almoço festivo.
> 18h30: Procissão com a imagem de Nossa Senhora dos Navegantes, com saída em Machados e chegada no Santuário.
> 19h30: Missa com Pe. Antônio Leite Barbosa Jr., pároco e reitor do Santuário de Nossa Senhora dos Navegantes.
Tema: Maria na apresentação do Senhor.
> 21h30: Show nacional com Pe. Fábio de Melo.

Confira a programação completa do evento

Como Assim???
02/02/2009 - às 21h30
Festa de Nossa Senhora dos Navegantes
Em frente ao Santuário de Nossa Senhora dos Navegantes (mapa)
Travessa Valdemar Vieira, 42 - Centro - Navegantes - SC
Entrada gratuita

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Meu Ofício

Este é o início de uma nova viagem. É o movimento da vida. Meu ministério se desdobra em estradas desconhecidas. Bagagens pesadas que minhas mãos não podem carregar sozinhas. Olho para o lado, peço ajuda. Desconfio, acredito, aposto no que considero ser o melhor caminho. A solidão existe. Dispenso sem saber ao certo o motivo da dispensa. Deixo ir embora, não corro atrás, e porque não corro, desaprendo de correr...

Meu ofício é breve, muito breve, quase nada diante da história da Igreja que anuncia o Cristo a quem amo. Meu ofício é controverso. Eu não sepultei algumas de minhas vaidades para ser o que sou. Eu ainda continuo acreditando que a pior de todas as vaidades é a vaidade de não ter vaidades. É a raíz torta que gera a repulsa pelo mais fraco, pelo diferente, pelo que considero pior que eu. Esta eu não quero. Nariz empinado que não permite olhar para o lado. Recuso.

Meu ofício está na vitrine. Atiram pedra os que querem. Banalizam como podem. Manchetes imensas noticiando coisas pequenas, desnecessárias. Preferem evidenciar alguns detalhes de minha condição humana.

Padre galã... Frequenta academia? Já fez plástica? Lipoaspiração? É a favor da camisinha? Tem amigos homossexuais? As perguntas não dizem respeito ao que quero anunciar.

Meu ofício. Eu sou da Igreja. Não criei uma seita à minha imagem e semelhança. Sou padre católico, apostólico, romano, vivendo no Brasil. Minha tentativa é acertar o alvo da misericórdia. Desejo de mostrar que o Evangelho é para nos tornar melhores. Gestando fraternidade, tolerância com os diferentes, abraço carinhoso que nos recorda que precisamos uns dos outros, mesmo que não tenhamos as mesmas convicções religiosas. Evangelho como proposta de aproximação, ponte com a casa do vizinho, para que a gente possa trocar medidas de café, colheres de açúcar, sorrisos ofertados enquanto lavamos a calçada em dias de sol escaldante.

Meu ofício. Minha sina de ser vitimado pela reportagem qualquer, feita pelo repórter que não sabe absolutamente nada a meu respeito, e que na responsabilidade de dizer, disse qualquer palavra...

O jornal de hoje embrulhará o peixe de amanhã. Pronto. Só assim a gente consegue voltar a dormir. Um consolo me vem do céu. Meu ofício não termina no peixe enrolado. Ele não é notícia para ser esquecida. Meu ofício tem o seu fundamento no altar da Eucaristia, lá onde a memória de Jesus é celebrada. Lá onde o canceroso aprende a morrer e o sentido da saudade é ensinado. Gente que vai, gente que fica...

Meu ofício. Mão sobre a testa traça o santo sinal da cruz. O pecado perdoado nos recorda o poder terapêutico da palavra. Deus não desiste de nós. É tão lindo pensar assim. Melhor ainda é sentir. Eu imagino. Por trás da fórmula sacramental há sempre uma tentativa de dizer - "Meu filho, volte a se amar! A cama está pronta. Sua mãe deixou tudo do jeito que você prefere. Por que dormir na sarjeta?"

Meu ofício. Eu, padre! Só isso. Querendo o direito de cuidar das minhas olheiras sem que isso pareça um crime. Querendo cantar a palavra de Jesus com a mesma qualidade com que cantam os românticos do mundo suas desilusões desamorosas. Eu, padre. Filho da Canção Nova, filho das Paulinas, filho dos padres do Coração de Jesus...

Meu ofício. Minha oração rezada nas atitudes concretas de minha humanidade. Minha missa silenciosa, sem alardes, sem fotografias. Meus encontros. Sorrisos que me tocam. Pessoas envelhecidas que me devolvem juventude. Olhares que me transformam. Cartas que relatam a visita que receberam de Deus, pela força de meu ofício. Moço que me conta entre lágrimas que deixou as drogas depois de ter lido um livro que escrevi. Evangélica que me escreve emails dando conselhos que acolho como direção espiritual. Amor, zelo que chega pelos caminhos inusitados da virtualidade. Criança que fica com os olhinhos brilhando porque viram o padre da propaganda que aparece na TV. Time de futebol composto por um grupo de rapazes nada convencionais, e que o canal de TV especializado em esportes anuncia - Filho do céu. O reporter perguntou a razão do nome. A resposta veio direta - Por causa de um padre que a gente gosta!

Por tudo isso e muito mais, eu não desisto. É meu ofício.


Padre Fábio de Melo
22/01/2009



terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Matéria da revista Quem

Padre Fenômeno

Longe da figura do sacerdote de batina, Fábio de Melo conquista católicos (e fãs) de todas as idades e deixa para trás, no ranking dos campeões de venda de cds no Brasil em 2008, estrelas consagradas como o também Padre Marcelo Rossi e Ivete Sangalo

Guilherme Samora


Padre Fábio de Melo virou sensação. Seu CD, Vida, foi o mais vendido de 2008. Sua agenda, de cerca de 20 eventos por mês, faz com que esteja sempre viajando. Fãs lotam comunidades na internet para debater a obra e a vida do religioso. Agora, o padre se prepara para lançar um DVD, gravado na semana passada no Canecão, tradicional casa de shows no Rio de Janeiro.

Aos 37 anos, Fábio tornou-se um popstar no mercado musical brasileiro. Mas ele não gosta do título. “Idolatria é ruim, a fama é muito desgastante. Mas, quando reconheço o carinho verdadeiro das pessoas, isso preenche meu coração”, disse ele em entrevista a QUEM. Sem meias palavras, o padre diz que a verdade é sempre o melhor caminho. E suas declarações podem surpreender quem espera da figura do sacerdote um santo em carne e osso. Exemplos disso? Fábio, que defende o celibato na igreja católica, admite que entrou na vida religiosa encantado com a piscina do seminário e que chegou a namorar no começo da jornada para se tornar padre, ainda no seminário. Com jeitão de galã de novela, ele conta ainda que faz musculação e incentiva seus fiéis a cuidar da aparência: “Não é preciso ser feio para estar bem com sua fé”.


A julgar pelos números, as tiradas do padre não têm atrapalhado sua performance comercial. Seu último disco vendeu 540 mil cópias em menos de três meses na prateleira. Para ter uma ideia, o número é maior do que a soma dos dois maiores vendedores de 2007, segundo o ranking da Associação Brasileira de Produtores de Discos – o primeiro lugar foi de padre Marcelo, com 252 mil cópias, e o segundo de Ivete Sangalo, com 220 mil. Em seu programa, o Direção Espiritual, toda quinta-feira, às 22h30, na TV Canção Nova, as linhas telefônicas ficam congestionadas com a ligação de telespectadores atrás de conselhos e palavras de conforto. Seus shows e palestras são disputadíssimos. Tanto que o padre virou garantia de casa cheia onde quer que vá. “No ano passado, a gente cobrava apenas o valor das despesas (com viagem e estadia) para fazer eventos. Mas percebemos que muitos empresários cresceram os olhos para cima da gente e ganhavam à nossa custa. Então, mudamos isso. Hoje, só concordamos em realizar esses eventos se tiver uma boa porcentagem da bilheteria para uma instituição local. Meu escritório acompanha tudo de perto”, afirma Fábio de Melo.


FAMÍLIA

A maior admiradora do religioso, como ela mesma se define, é a mãe, Ana Maria Melo da Silva, de 71 anos. Dona Ana, como é conhecida, conta que a religião é uma constante em sua família: “Tive um tio que foi padre. Além dele, oito primas foram irmãs de caridade”, diz. Com quatro filhos homens, ela conta que sempre soube que Fábio era diferente. “Ele foi o que aprendeu a rezar mais rápido. E, quando começou a ir à escola, colava santinhos na capa do caderno”, conta ela, que, desde a morte do marido, Dorinato Bias da Silva, há 17 anos, estreitou ainda mais os laços com Fábio e hoje mora com ele em Taubaté, interior de São Paulo. Ana garante que seu maior sonho era ter um padre em casa. “Mas eu imaginava aquele mais tradicional, que fica na paróquia”, afirma ela, que agora admira a abordagem do sacerdócio do filho. “Deus precisa de sacerdotes com esse dom.”


POBREZA E LIVROS

Nascido em Formiga (MG), em uma família simples – seu pai era pedreiro e a mãe, dona de casa –, Fábio diz que aprendeu a viver com pouco. “Passei toda a infância num contexto muito rural, muito simples. E o contexto da simplicidade é o da criatividade. Quando não se tem, se inventa. Acho que a carência material desperta a riqueza espiritual e uma maneira de ver a vida diferente. Então, gostava muito de ler. Quando somos pobres e descobrimos os livros, ganhamos o mundo”, afirma. Antes de entrar de vez para o seminário, sonhou em ser veterinário. “Sempre gostei muito de bichos.” Fábio teve seu primeiro contato com a formação religiosa quando foi fazer um estágio em um seminário de Lavras, no interior mineiro, aos 15 anos. Encantado com a piscina do lugar, decidiu ficar e se tornar padre. “Parece um motivo bobo, não é? Mas eu me encontrei de verdade ali.” Formado em filosofia e teologia, pós-graduado em educação e mestre em antropologia teológica, ele diz não se acostumar com o sofrimento: chega a chorar em velórios. Sua missão, segundo o próprio, é atualizar o Evangelho para chegar mais perto das pessoas. “Quero descobrir um jeito de fazer a religião tocar as pessoas, para fazê-las mais solidárias, mais fraternas.” Para os admiradores de Fábio de Melo, a maneira direta como o padre interpreta os ensinamentos católicos é a principal razão para muita gente se interessar pela religião. “Estava afastada da igreja, mas as palavras dele me incentivaram a voltar”, diz Lívia Carla Firmiano Nicácio, de 26 anos, assistente social em Arapiraca (AL).

BELEZA

Quando o assunto é o visual do padre, os fiéis admitem que há polêmica entre eles. Segundo o estudante carioca Bruno Braga de Azevedo, de 19 anos, isso pode ser visto de duas maneiras: “Não vejo problema. A beleza só atrapalha quando ela se torna superior ao que ele vem anunciar, que é a palavra de Jesus Cristo”. A advogada Amanda Almeida, de 24 anos e que mora em João Pessoa (PB), afirma que o estilo do padre fez com que ela prestasse mais atenção nele. “Não posso negar que, a princípio, sua beleza e seu modo de se vestir me chamaram a atenção. Tinha em minha mente aquela imagem de que os padres eram velhos e gordinhos! Mas bastou vê-lo por dez minutos para saber que a sua beleza era um detalhe perfeitamente dispensável!” Para o padre, os testemunhos dos fiéis são sinais de que está no caminho certo. Ele acredita que a Igreja aprova seu estilo. “Estou levando nossa proposta de evangelização para meios diferentes. A gente tem que ousar”, diz.


Padre Fábio de Melo reconhece que é vaidoso e critica mentalidade antiga da igreja

QUEM: Como decidiu ser padre?
PADRE FÁBIO: Nasci numa cidade pequena. Existia uma vida intensa dentro da igreja. A figura do padre era positiva. Era diferente de muitos lugares, em que o padre é apagado e ninguém o conhece.

QUEM: O senhor está longe da figura desse “padre apagado”. Qual o motivo de seguir por esse caminho?
PF: As pessoas podem ser ricas, brancas, negras, que o cotidiano é o mesmo: levantar de manhã, dar conta da vida, dos problemas, organizar afetos. O discurso religioso ajuda a dar conta de tudo isso. Assim como a arte. Por isso a literatura e a música são tão importantes neste caso...

QUEM: Existem críticas em relação a padres cantores.
PF: As pessoas que criticam têm a razão delas. São aqueles que têm na cabeça um paradigma de padre fechadinho na paróquia, sem fazer nada. Não me importo com isso. A Igreja não é contra quem faz um trabalho sério.

QUEM: Mas o senhor não grava apenas músicas religiosas. Em seu último CD, uma das músicas gravadas foi “Pai”, de Fábio Junior. Isso não é um problema?
PF: Eu não tenho medo de esbarrar no que o povo chama de música profana. Músicas assim ganham novo sentido num contexto sagrado.

QUEM: Para onde vai o dinheiro da venda de seus produtos, como livros e CDs?
PF: Não quero enriquecer. Em todos os trabalhos que faço, encontro uma instituição para ser beneficiada.

QUEM: Frequentemente, seu biótipo é comentado entre fiéis ou na mídia. A beleza pode ajudar?
PF: Teve um momento, na Idade Média, em que a Igreja começou a ter medo de tudo que era bonito. Criou-se uma aversão ao prazer. Na época em que era seminarista, era ainda pior. Ficava o povo naquela feiúra. Parecia que, quanto mais feio, mais santo. Isso é bobagem. Jesus arrastou o tanto de gente que ele arrastou porque certamente era sedutor. E digo isso de um modo geral, até mesmo com as palavras.

QUEM: Então, o senhor acha importante cuidar da aparência?
PF: Eu me cuido! Faço atividade física como questão de saúde. Tenho vaidade? Tenho. Mas nada que atrapalhe minha vida. Trabalho na TV e zelo por minha aparência. Também tenho que motivar as pessoas a ser assim. O que tem de gente feia e descuidada dentro da igreja é absurdo. Tudo por causa daquela mentalidade antiga.

QUEM: Como o senhor se cuida?
PF: Faço academia. Há cinco anos, tive um problema de saúde e um médico me recomendou a musculação. Tomei gosto. No dia em que não consigo me exercitar, não me sinto bem.

QUEM: Raramente vemos o senhor de batina...
PF: Sou um cara normal. No dia-a-dia eu me visto normalmente. Uso trajes litúrgicos para celebração.

QUEM: Com todos os cuidados com a aparência, o senhor já teve que enfrentar uma fã mais atirada?
PF: É impressionante como me respeitam. Claro que, no início dos shows, ouço comentários bobos. Gritam “lindo”. Mas eu estabeleço limites. O assédio maior vem através de e-mail, uma ou outra escreve e diz: “Olha, te acho isso, acho aquilo”.

QUEM: O senhor defende o celibato na Igreja católica?
PF: Sim. Não vejo como restrição, sabe? Quando fiquei padre, sabia que não me casaria. Encaro nessa restrição uma possibilidade: o fato de não me casar faz com que eu fique inteiro para minha missão.

QUEM: Mas o senhor nunca sente falta de uma companheira?
PF: Já me apaixonei quando era seminarista. Fui muito namorador, não tenho pudores em dizer isso. Mas, desde que decidi que era isso o que realmente queria, não estabeleço relacionamentos que possam ser perigosos para mim.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Vídeo - Hallel Paracatu em 2000

Gravação do show realizado durante o Hallel que aconteceu na cidade de Paracatu (MG) em 18/06/2000.
Para aqueles que conheceram o, ainda diácono, Fábio de Melo matarem as saudades dos velhos tempos, e para os que não conheceram, surpreenderem-se com uma empolgante e (hoje) inusitada apresentação do nosso querido sacerdote.

Fonte: You Tube/juliofluminense

Matéria da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro

Show de padre lota casa de espetáculos em Botafogo

Thiago Camara
Fotos de Divulgação: Lívio Campos.
Colaborou: Carolina Hilal.
09/01/2009



Padre, escritor, poeta, professor e também cantor. As ocupações de Padre Fábio de Melo são inúmeras. Mas a noite de 6 de janeiro ficará registrada para sempre na sua função de músico. O sacerdote gravou o seu primeiro DVD, “Eu e o Tempo”, no palco do Canecão, uma das casas de shows mais tradicionais do Rio de Janeiro. Lotado de fiéis, o público da casa vibrou com as vinte canções entoadas pelo sacerdote e sua banda.

- Quanto mais o padre Fábio humaniza a Deus, e O aproxima de nós, mais a gente reconhece a divindade do Pai. Ele não doutrina, fala de vida e, indiretamente, da presença de Deus, opinou Leandro Pontes da Paróquia São Francisco de Paula, na Barra da Tijuca.

Sucesso nacional com 600 mil cópias vendidas do CD “Vida”, lançado em setembro pela LGK/Som Livre, Padre Fábio recebeu o convite da gravadora para realizar esse DVD que possui canções próprias, de compositores como Toquinho e Fábio Jr. e de outros cantores católicos, como Celina Borges que fez uma participação especial em “Tudo Posso”, de sua autoria.

- "No palco, enquanto ouvia o padre cantar, rezava por nós e agradecia a Deus por ele abrir portas para que a beleza da Igreja Católica seja conhecida. É uma responsabilidade muito grande para o nosso ministério", explicou Celina, há quase 25 anos servindo à Igreja através da Renovação Carismática Católica (RCC).

A cantora ressaltou a importância de o show ter sido realizado no Canecão.

- "Muitos artistas já passaram por aqui, mas hoje o nome de Jesus está sendo levantado nesta casa".

Na platéia e aclamada pelo público, a cantora Adriana foi citada pelo padre mais de uma vez. A paulista de Cruzeiro concorda com Celina que os tempos são favoráveis para os artistas católicos.

- "A música tem sido eficaz no processo de evangelização e Deus está dando um campo enorme de trabalho para nós. Essa é nossa missão: irmos onde o Senhor nos mandar", disse ela citando uma de suas composições.

Há 400 km de sua casa, Paula Abib, de 28 anos, pela primeira vez deixou o filho de 2 anos com sua mãe, no município de Varre-Sai, para ir ao show. Foi através do programa Direção Espiritual, da TV Canção Nova, que Paula conheceu Padre Fábio.

- "De tanto eu ouvir as canções dele, até meu filho já canta algumas", lembrou ela.

Patrícia Silva, da Paróquia de Nossa Senhora das Dores, de Anchieta, também conheceu o padre pela televisão. Ela foi ao show com o marido e gostou do que viu.

- "As palavras dele tocam profundamente os nossos corações", disse ela que sonha em participar de um retiro com o sacerdote.

A presença de um show católico no Canecão surpreendeu até um dos seguranças da casa. Sem religião, Alexandre Nascimento, encantou-se com o modo como o padre conduziu sua apresentação.

- "É a primeira vez que trabalho de uma forma tão leve. Estou sentindo uma paz de espírito muito grande", contou.


DVD “Eu e o Tempo”

Uma produção de primeira categoria. Cenário e iluminação atraentes, uma banda composta por 20 músicos, canções católicas e populares no repertório e um público fiel. A gravação do primeiro DVD do Padre Fábio de Melo teve os ingressos esgotados em poucos dias.

Dividido em cinco partes, o show trará os tempos litúrgicos da Igreja Católica. O início da apresentação é no Tempo de Pentecostes, quando o Espírito Santo desce sobre o mundo. A iluminação é avermelhada com intenção de representar o fogo, um dos símbolos do Espírito Santo.

Um relógio atravessa o cenário no fundo do palco para representar a passagem do tempo. O Advento é a segunda parte do show com canções como “Tudo Posso”, com Celina Borges e “Todo homem é bom”. Este tempo representa a preparação para a glória da vinda de Jesus. A terceira parte é a celebração da Epifania, a manifestação de Deus com pela vinda de seu filho ao mundo. A Quaresma seguida da Páscoa prossegue. São os tempos de reflexão, sacrifícios e extrema alegria pela vida eterna a partir da Ressurreição de Jesus abordados em seguida.

O show é encerrado novamente no Tempo de Pentecostes simbolizando o fechamento do ciclo litúrgico do espetáculo.


Matéria do Jornal "A Gazeta'

O padre é pop


Tiago Zanoli
tgarcia@redegazeta.com.br
15/01/2009

Hoje parece distante, mas, até quatro décadas atrás, ainda se rezava missa em latim, com o pároco de costas para os fiéis. As transformações culturais e a evolução dos meios de comunicação traçaram novos caminhos para a Igreja Católica, que encontrou um grande aliado na mídia de massa. Nesse contexto, alguns padres alcançaram o status de pop stars, como Marcelo Rossi e o mais recente fenômeno Fábio de Melo.


Além de seus 11 discos terem vendido mais de um milhão de cópias, aonde vai, o padre Fábio de Melo arrasta milhares de fãs. Na última semana, o público lotou o Canecão, a mais tradicional casa de shows do Rio de Janeiro, durante a gravação do DVD "Eu e o Tempo" (que será lançado em breve).

Neste sábado, a partir das 20h, ele deve atrair uma multidão para o show que fará na Praia de Itaoca, em Itapemirim. O problema nas cordas vocais que enfrenta desde o fim do ano passado não o impede de peregrinar pelo país, desenvolvendo seu trabalho de evangelização.

Na apresentação deste final de semana, ele interpretará seus grandes sucessos, sobretudo o repertório de seu mais recente disco, "Vida", que já atingiu a marca de 500 mil cópias vendidas em todo o país, três semanas após seu lançamento, no final de 2008.

Origens

Cantor, compositor, poeta, escritor, professor e apresentador da TV Canção Nova, Fábio nasceu em 3 de abril de 1971, na pequena cidade de Formiga, em Minas Gerais. Criado em uma família muito religiosa, desde criança desejava tornar-se padre. "A figura do padre sempre disse muito ao meu contexto cultural. Eu via no padre uma pessoa feliz, realizada, fazendo o bem às pessoas. Quis ser também. Em 1987, fui conhecer o seminário de Lavras e, no ano seguinte, já ingressei", conta.

Antes mesmo de ser ordenado sacerdote, em 2001, Melo já havia lançado três CDs de músicas católicas, sendo a maioria das composições assinadas por ele. Sobre as canções que compõe, ele revela parte de seu processo criativo: "O cotidiano é minha fonte. A vida humana é minha matéria. Ou porque vivi, ou porque vi de perto."Apesar de reconhecer a importância da exposição midiática, que o aproxima ainda mais de seus fiéis, o padre admite que ela também é um tanto cansativa. "É muito bom celebrar em comunidades rurais, por exemplo, com pessoas que nem imaginam quem sou eu. Não há nada mais desgastante que máquinas fotográficas. Lá não existe esse desgaste. As pessoas só esperam que eu presida a celebração da missa", completa Melo, que atualmente é ligado à Diocese de Taubaté (SP).


Confira

Show - Padre Fábio de Melo
Quando: Sábado, dia 17, às 20h
Onde: Praia de Itaoca, itapemirim
Entrada Franca


Multimídia

Discos
Sucesso. Desde 1997, quando lançou o CD "De Deus um Cantador", Fábio de Melo já gravou 11 álbuns e atingiu a marca de 1,2 milhão de cópias vendidas. Seu disco mais recente, "Vida" (foto acima), lançado em 2008, vendeu 500 mil cópias e foi o terceiro mais comercializado no país.

DVD
Vídeo. Na semana passada, ele gravou o DVD "Eu e o Tempo", durante um show no Canecão, no Rio de Janeiro.

Televisão
Orientação. Todas as quintas-feiras, às 22h30, Fábio de Melo apresenta o programa "Direção Espiritual", transmitido ao vivo pela TV Canção Nova.

Livros
Palavras. Nos últimos cinco anos, publicou cinco livros, três deles em 2008, como "Mulheres de Aço e de Flores" (abaixo), em que explora diferentes aspectos do comportamento feminino.



Slide - Gravação do DVD "Eu e o Tempo"


quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Momento de Oração - Corpus Chrsti 2006

Momento de oração durante o show realizado no acampamento de Corpus Christi, em 16/06/2006, na sede da comunidade Canção Nova em Cachoeira Paulista (SP).




"Às vezes na minha vida, a minha luta é por fazer valer a verdade de cada um. Eu não acredito que seja uma pretensão. É um desejo.

É o desejo que eu tenho de passar pela vida dos outros para que, naquele momento em que eu passo como padre, como homem, como amigo, como irmão, como filho... meu desejo é que você esqueça as mentiras dos seus sentimentos. Que você se prenda na única verdade que nessa vida ainda vale a pena: Deus ainda acredita em você.

Porque pode ser que o seu sentimento não lhe faça acreditar nisso. Pode ser que o seu sentimento seja contrário a isso. E aí está o poder do inimigo de Deus em nós, no momento quando ele faz a gente ter um sentimento de rejeição àquilo que a gente é. E ninguém pode ser feliz rejeitando-se. Ninguém pode amar o outro sem antes se amar, sem antes se recolher, sem antes juntar os cacos, sem antes juntar os pedaços... e fazer o vaso ser restaurado. Quebrado. Mas restaurado. É o que Deus me convida a ser e é o que Deus lhe convida a ser.

E hoje, se você me permite, durante esse tempinho em que nós vamos passar juntos aqui, você aqui presente, você que me assiste pela TV Canção Nova... se você me permite, nós entraremos na sua vida, nós entraremos no seu coração, retirando as sandálias dos meus pés, porque o solo que eu agora piso é sagrado. Você é sagrado. E eu quero olhar cada um de vocês de um jeito único, do mesmo jeito que Jesus enxerga. Porque Jesus não vê multidão, Jesus vê pessoas."


Padre Fábio de Melo
16/06/2006


Fonte: Canção Nova

Vídeo - Show no Hosana Brasil 2008

Chegada


Vida


Tudo é do Pai


Cara de Família


Luz Divina


Filho do Céu




quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Show em Cianorte/PR


O Paraná está se preparando para receber Padre Fábio de Melo no dia 1º de fevereiro. O sacerdote se apresentará no Empório Brasil a partir das 19h30.

Os ingressos estão sendo vendidos a R$ 15,00 e é bom correr para garantir logo o seu. Não fique fora deste momento de louvor, bençãos e muita emoção.

Como Assim???

01/02/2009 - às 19h30
Empório Brasil
Av. Paraiba, 1630 - Cianorte - PR (mapa)
Informações: (44) 3351-5005

Onde Comprar???

R$ 15,00
> Distribuidora Três Xodós - Av Souza Naves, 461 - (44) 3629-3599
> Luna Vicenzza

Como Chegar???

Campo Grande -
541 km – aprox. 8 horas 37 minutos (mapa)
Londrina - 176 km – aprox. 2 horas 31 minutos (mapa)
Curitiba - 516 km – aprox. 6 horas 29 minutos (mapa)


domingo, 11 de janeiro de 2009

Show em Itapemirim/ES


Fenômeno da evangelização pela arte, o Padre Fábio de Melo faz show em Itapemirim no distrito de Itaipava no sábado (17 de janeiro), no palco das pedras, a partir das 20hs.

O sacerdote mineiro é o novo fenômeno da Igreja Católica. Sua serenidade e palavras de fé e força o tornaram famoso em seu programa no canal católico Canção Nova. Seu estilo moderno combina com o de Padre multimídia e preparado: graduado em filosofia e teologia, pós-graduado em educação e em teologia sistemática, professor universitário, escritor, cantor com vários CDs gravados, compositor e apresentador.

O Padre Fábio de Melo esteve recentemente no TV Xuxa, da Rede Globo. Com muito entusiasmo, emoção e descontração, foi entrevistado pela apresentadora e recebeu um disco TRIPLO de PLATINA pelas mais de 400 mil cópias vendidas do CD Vida, lançado em agosto deste ano pela Som Livre.

Padre Fábio de Melo, com esta conquista, fica em 2º lugar e ultrapassa as vendagens dos 3 maiores cantores seculares do Brasil: Ana Carolina, Ivete Sangalo e Roberto Carlos, ficando apenas a alguns passos de Padre Marcelo Rossi, o campeão de vendas, em âmbito nacional.


Como Assim???

17/01/2009 - às 20h
Pedra de Itaoca

Av. Beira Mar, s/n - Itapemirim - ES
Informações: ( 28) 3529-6498

Fonte: Site Fábio de Melo, Portal Maratimba

Show em Juiz de Fora/MG


Começo de ano é momento de agradecer e ter esperança no futuro. É nesse contexto que o sacerdote cantor, Pe. Fábio de Melo, se apresenta mais uma vez em Juiz de Fora, dia 16 de janeiro, às 20h.

O padre que é compositor e conhecido por emocionar as pessoas com o dom da oratória, realiza no Mariano Hall um show de lançamento do seu novo trabalho, o CD “Vida”.

Segundo Anelis Fonseca, que ajuda na organização, Pe. Fábio de Melo já arrebanhou mais de 9 mil pessoas nas cinco vezes que se apresentou em Juiz de Fora. “Dessa vez será diferente, ele apresentará um show de louvor, com mais músicas católicas e espirituais”, acrescenta.

Os ingressos estão a venda nas livrarias católicas da cidade e na sede da Escola de Evangelização Santo André (EESA), que ajuda na organização. O valor promocional do primeiro lote é R$ 18 mais 1kg de alimento não perecível. Os produtos arrecadados serão doados para a Associação Beneficente e Cultural Amigos do Noivo (Aban).


Como Assim???

16/01/2009 - às 20h
Show Vida
Mariano Hall
Rua Senador Feliciano Pena, 168 - Mariano Procópio - Juiz de Fora - MG (mapa)
Informações: ( 32) 3061-4039 / 3061-6320 / 3212-9800

Ingresso$...

1º lote: R$ 18,00
2º lote: R$ 20,00
3º lote: R$ 25,00
+ 1kg de alimento não perecível

(sujeito a alterações)

Como Chegar???

Rio de Janeiro
De carro: 181 km – aprox. 2 horas 24 minutos (mapa)
De ônibus: Viação Útil - (21) 3907-9000

Belo Horizonte
De carro: 279 km – aprox. 3 horas 41 minutos (mapa)
De ônibus: Viação Atual - (31) 3272-6104


Show em Barbacena/MG



Após iniciar o ano com o sucesso das memoráveis noites da gravação do DVD no palco do Canecão (RJ), Padre Fábio de Melo começará sua agenda 2009 em sua querida Minas Gerais.


A cidade de Barbacena receberá o show de lançamento do CD "Vida" na próxima 5ª, a partir das 20h, no ginásio do Colégio Imaculada Conceição. Foram colocados à venda 3000 ingressos e os primeiros lotes já estão esgotados.


O show está sendo produzido pela Talentos Produções em parceria com a Paróquia de Nossa Senhora da Assunção.



Como Assim???

15/01/2009 - às 20h
Show Vida
Ginásio do Colégio Imaculada Conceição
Av. Irmã Paula, 216 - São Sebastião - Barbacena - MG (mapa)
Informações: ( 32) 3331-4845 / 8424-8645


Onde Comprar???


Restaurante Sal da Terra - Rua José Bonifácio, 38 - (32) 3333-2240
Complemento (Pontilhão) - Rua 15 de Novembro, 123 - (32) 3331-7004
Livraria Sagrado Coração - Rua Getúlio Vargas, 74 - (32) 3331-3140
Especial Presentes (Galeria da Complemento) - Rua 15 de Novembro, 123 lj 3 - (32) 3333-0791
Escritório Paroquial da Assunção - Praça Prof. Soares Ferreira, s/n - (32) 3331-4845
Clínica Escutare


Como Chegar???


Rio de Janeiro
De carro: 271 km – aprox. 3 horas 19 minutos (mapa)
De ônibus: Viação Útil - (21) 3907-9000


Belo Horizonte
De carro: 187 km – aprox. 2 horas 28 minutos (mapa)
De ônibus: Viação Atual - (31) 3272-6104





Matéria da Revista Isto É

Padre, popstar e conteúdo
Com uma bela estampa, discurso consistente e carisma de sobra, Fábio de Melo conquista fiéis (e fãs)

Renata Cabral
Revista Isto É
14/01/2009


De tão bonito ele pode ser confundido com um galã de novela. Este é o primeiro atributo que faz com que Fábio de Melo provoque comoção por onde passa. O segundo é que ele é um cantor popular. E o terceiro: é um padre com um discurso consistente e fundamentado, diferente da maioria dos seus colegas de cantoria religiosa. Tudo junto resulta em muito sucesso, impulsionado por fãs e pelo rebanho católico, que se misturam numa mesma massa sedenta por suas palavras e canções. Mineiro de Formiga, o padre-cantor, 37 anos, está prestes a superar a marca de 600 mil cópias vendidas com seu último álbum, Vida, lançado há quatro meses por uma parceria entre as gravadoras LGK Music e Som Livre. Na semana passada, ele fez dois shows para a gravação do DVD Eu e o tempo, no tradicional Canecão carioca, com lotação esgotada. A julgar pelo semblante extasiado dos presentes, ao final, Deus deve ter ouvido muitos agradecimentos.

A multidão que padre Fábio está se acostumando a ver em seus shows não se repete nas igrejas, mas o motivo é simples: ele só celebra missas em pequenos templos da pastoral universitária da diocese de Taubaté, no interior de São Paulo, da qual é responsável. Mas o religioso não se resume a um belo rosto e uma bonita voz. Ele é graduado em teologia na Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio) e em filosofia (pela Fundação Educacional de Brusque, em Santa Catarina). É pós-graduado em educação na Universidade Salgado de Oliveira, no Rio, e mestre em teologia sistemática pelo Instituto Santo Inácio de Loyola, de Belo Horizonte (MG). Tanto investimento nos estudos já resultou em cinco livros. “Eu sabia que para ser comunicador tinha de ter conteúdo. O que fiz primeiro foi estudar. Sou professor de teologia e digo isso sem nenhuma vaidade, isso é responsabilidade”, afirma. “Dentre as várias expressões da música católica, o padre Fábio se destaca porque lança um olhar particular sobre a teologia, passando a mensagem de um Deus mais humano. Sua formação acadêmica, aliada à sensibilidade artística, distingue seu trabalho”, diz o padre Gleuson Gomes, da paróquia de Sangue de Cristo, no Rio.

O sacerdote diz que a música é sua forma de evangelizar e conquistar fiéis, tal e qual padre Marcelo Rossi, expoente máximo de sucesso católico no Brasil, com quem é comparado, assim como com o cantor Fábio Jr. “Não me importo com as comparações, admiro o trabalho dos dois”, diz o sacerdote, que, ao contrário de Marcelo Rossi, não usa vestes sacerdotais nos shows.

O frisson causado entre as mulheres é um problema para o padre, que rejeita o título de galã. “Incomoda ser reduzido a isso. Por outro lado, não tenho como fugir, por enquanto.” Padre Fábio entrou para o seminário aos 16 anos, foi ordenado aos 31 e não nega os namoricos da época de escola. Mas jura que o assédio, hoje, acontece muito mais no mundo virtual (por meio de blogs e comunidades de fãs). “Se eu fiz a opção por viver uma vida de castidade, e tenho alguns atributos que dificultam essa escolha, tenho de ter responsabilidade ainda maior”, reflete.

Após dez CDs lançados, a parceria com uma gravadora fora do segmento religioso representou um salto nas vendas. Líber Gadelha, presidente da LGK Music – onde padre Fábio é hoje o artista campeão de vendas –, arrisca uma justificativa. “Bíblia por si só não vende disco. O sucesso vem do pacote: carisma, bela voz e uma produção caprichada.” Para o professor de teologia da PUC de São Paulo, Fernando Altemeyer, arte e religião nunca foram incompatíveis, mas “a exposição midiática pode levar à captura apenas do símbolo que transmite a mensagem e fazer com que o conteúdo desapareça.” A estudante Beatriz Rodrigues, 17 anos, que saiu de Barretos, São Paulo, para assistir a um show no Rio, jura que foca o conteúdo: “Ele é bonito. E muito. Isso ajuda, mas o que mais me atrai são as mensagens que passa.” O padre confirma a tese. “Às vezes, tem uma multidão eufórica cantando, mas quando começo a falar, se faz um silêncio absoluto. Existe um respeito muito grande”, afirma.




Fonte: Isto É

Matéria da Revista Veja em 1999

Confira aqui matéria publicada na Revista Veja em 10/11/1999, que já chamava a atenção para os grandiosos números da música cristã. A revista já citava o, na época, seminarista Fábio de Melo como uma das grandes promessas da música católica.


O reino dos padres pop
Revista Veja 10/11/1999


Padre Zezinho
Discos lançados:
98
Quanto vendeu: 10 milhões de cópias
Foi o Marcelo Rossi dos anos 60 e 70. Ordenado padre em 1966, no ano seguinte já pregava em ritmo de música. Tem mais de 280 obras lançadas, entre discos e livros religiosos. Seu programa de rádio é transmitido em mais de cinqüenta emissoras, entre elas a América (a mesma do padre Marcelo). O maior sucesso do padre Zezinho é Oração da Família. Somente depois de muitos anos permitiu a Roberto Carlos fazer uma releitura da canção. Seus últimos lançamentos foram o CD-ROM Cantando a Fé e uma página especial na internet. O endereço é http://www.padrezezinho-scj.org.br/


Padre Zeca
Disco lançado:
1
Quanto vendeu: 150 000 cópias
É a versão carioca e surfista do padre Marcelo. Seu álbum Deus É Dez foi gravado ao vivo na Praia de Ipanema e lançado no início deste ano. Bonito e comunicativo, ele ainda não goza da mesma fama que o religioso paulistano. A próxima investida do padre Zeca no mundo da música será realizada em 14 de novembro nas areias de Ipanema, com o lançamento do álbum Digo Sim a Deus.


Bispo Marcelo Crivella
Discos lançados:
11
Quanto vendeu: 2 milhões de cópias
A grande esperança musical da Igreja Universal é sobrinho e braço direito de Edir Macedo. Crivella lançou Mensageiro da Solidariedade pela gravadora Sony Music, a maior rival da Universal Music (que detém o passe de Marcelo Rossi) pela hegemonia do mercado fonográfico. Antes do megacontrato com a Sony Music, o bispo lançava seus discos pela gravadora Line Records, de propriedade da Universal. A expectativa é de que Mensageiro da Solidariedade venda 3 milhões de cópias.


Padre Antônio Maria
Discos lançados:
12
Quanto vendeu: 800 000 cópias
Sacerdote há 22 anos, Antônio Maria lançou no início deste ano o álbum A Festa da Fé. O disco foi gravado ao vivo no ginásio da Portuguesa de Desportos e contou com a participação de Roberto Carlos. O cantor participou das músicas Jesus Cristo e Cura, Senhor. Antônio Maria é um ferrenho defensor da facção pop da Igreja. "O jovem precisa saber que a religião é legal", prega. Sua próxima investida será no mundo do rap, ritmo predileto dos rebeldes sem causa. Ele acaba de compor O Rap do Samaritano, que entrará em seu próximo disco.


Irmã Inez
Disco lançado:
1
Quanto vendeu: 10 000 cópias
Freira da Comunidade da Copiosa Redenção, ela mora em Ponta Grossa, no Paraná. Seu trabalho é voltado para a recuperação de adolescentes viciados em drogas. Como notou que o rap é apreciado pelos garotos de rua, compôs e gravou O Rap da Copiosa, contra as drogas. A obra da freira ainda inclui rock e reggae. Ela costuma fazer shows pelo interior do Paraná. Detalhe: as vocalistas e os instrumentistas de sua banda são, na maioria das vezes, ex-drogados recuperados na Copiosa Redenção.


Frei Fábio de Melo
Discos lançados:
2
Quanto vendeu: 90 000 cópias
Boa-pinta e carismático, pode ser o padre Marcelo do futuro. Seminarista da Congregação Sagrado Coração de Jesus, seu disco de estréia ultrapassou a marca de 40 000 cópias vendidas. Frei Fábio assina a maioria das músicas de seus álbuns. Uma curiosidade: o último lançamento do religioso traz uma música em dialeto africano. Chama-se O Mfumu Baka Mono e é baseada em uma oração de São Francisco.